VOCÊ ESTÁ FAZENDO ERRADO! Tradução do "My thoughts on Rebooting"

Pessoal, há um tempo atrás encontrei esse texto na comunidade NoFap, com o título VOCÊS ESTÃO FAZENDO ERRADO! LEIA ISSO AGORA E NUNCA MAIS VOLTE ATRÁS. É um texto que me interessou muito e que tento aplicar na vida, algumas coisas consigo e outras não. Vou começar a colocar uma tradução aqui aos poucos. Ele é grande, então vai levar alguns posts pra fazer. Espero que seja útil. No final dessa primeira parte, coloquei algumas notas sobre a tradução e adaptações que quis fazer. O link do original está abaixo.

_

Minhas ideias sobre Rebooting
de TheUnderdog, do fórum YourBrainRebalanced

Original: yourbrainrebalanced.com/forum/threads/my-thoughts-on-rebooting-extremely-long-post.15558

O vício em pornografia vem sendo extremamente subestimado.

Como sei disso?
Porque a maioria das pessoas da comunidade acredita que, para se livrar do vício, tudo que eles precisam fazer é continuar tentando e tentando de novo, até que em algum momento as coisas vão dando certo e eles cheguem finalmente ao Reboot.

Poucos tratam isso como um SÉRIO VÍCIO. Eles vêem mais como um hábito ruim que eles precisam abandonar.

Isso fica claro quando pensamos na teimosia de muitos de nós. Nós ficamos contando somente com nossa própria força de vontade durante meses, só para depois zerar nossos contadores de novo e de novo, e aí nos martirizarmos por não alcançar nenhum progresso significativo.

A maioria não entende o quão incrivelmente difícil será para remover completamente a estimulação artificial (de todo tipo) da sua vida. Pois estamos falando de anos e anos que passamos condicionando o cérebro com estimulação artificial.

Estamos lidando com algo poderoso, que não é tratado com a seriedade necessária. Provavelmente porque é largamente aceito pela sociedade, e porque não se trata de uma substância, como heróina e cocaína.

É muito ruim quando vejo pessoas cairem, zerarem seus contadores e sairem proclamando: “Já deu! Pra mim já chega, dessa vez eu vou conseguir…”

Parem de se enganar.

Isso é um vício que tem que ser atacado de MUITOS ângulos diferentes. Você precisa dispor de muitas ferramentas, e também manter uma mentalidade adequada para isso.

Só a força de vontade não te levará a lugar nenhum.

Abstinência não é Recuperação.

O que as pessoas geralmente tentam é se manterem limpas o máximo de dias possível.

Isso é no que elas focam.

Esse é o objetivo delas.

Elas conquistam um determinado número de dias, aí depois por algum motivo elas recaem, e então começam de novo e repetem o processo.

Isso é abstinência. Isso não é recuperação.

É muito comum pessoas alcançarem uma determinada marca, como 30, 90 ou 100 dias, caírem alguns dias depois dessa marca, e aí se verem incapazes de retomar o ritmo. Eles voltam pro início e muitas vezes sentem que perderam o progresso que tinham conquistado.

Há uma constante frustração por falta de progresso. Há pessoas se sentindo agoniadas e desencorajadas, tentando a mesma coisa várias vezes sem sucesso.

Isso acontece porque poucas pessoas estão levando em conta as verdadeiras raízes dos problemas delas. Muito poucas.

A maioria de nós está focada em quantos dias já conseguiu, e se seus sintomas estão presentes ou não. Essas pessoas se abstém o máximo que conseguirem, esperando que isso vá curar seus sintomas.

Uma postura completamente errada.

Se eles não vêem certos avanços específicos na sua vida, aí eles desanimam, se desencorajam.
Se eles se sentem um pouco mais confiantes, então uma sessãozinha de pornografia não fará tão mal, né?
Eles evitam se envolver num relacionamento até seu sintoma estar curado, ou até eles conseguirem atingir 100 dias. Mas eles nunca chegam a atingir, justamente porque essa é mentalidade incorreta.

Estou me referindo a sintomas como ansiedade social, baixos níveis de energia, dificuldade de se relacionar, falta de motivação, disfunção erétil, etc

Eles tentam parar com a pornografia, para que esses sintomas sejam curados, e eles possam finalmente viver.

As pessoas estão focando nas coisas erradas.

Elas não estão mudando a forma como pensam.

Elas não estão mudando a forma como vivem.

Elas não estão mudando a forma como enxergam o sexo e como enxergam seus parceiros.

Elas estão apenas tentando não se masturbar, e outras coisas da vida continuam iguais.

Isso, amigos, é abstinência, e não recuperação.

OS FUNDAMENTOS DE UM REBOOT

O vício em pornografia e masturbação não é o que faz sua vida ser ruim.

Leia de novo.

Claro, é bem difícil melhorar sua vida quando você está passando por sessões intensas de pornografia todos os dias, que drenam suas energias e te transformam num zumbi. Mas a pornografia não é a razão para sua vida não prestar.

Por favor, isso é muito importante de entender. Você tem que parar de por a culpa no vício em pornografia pelos problemas que você tem enfrentado.

Essa mentalidade de “Minha vida inteira espera por mim, depois da recuperação” é DESTRUTIVA.

Pornografia não é a razão de você procrastinar. Pornografia não é a razão de você estar deprimido. Pornografia não é a razão de você estar sozinho e solitário. Pornografia não é a razão de você não conseguir perder peso ou ganhar massa.

Pornografia é um sintoma.

Você assiste pornografia escapando da realidade. Você assiste pornografia como uma forma de lidar com suas emoções. Você assiste pornografia porque está decepcionado, entediado, solitário, estressado, deprimido, raivoso, isolado. Você assiste pornografia para poder se sentir bem, para colocar no lugar de emoções desagradáveis e situações desconfortáveis da sua vida.

É assim que se livra desse vício:

Você não deve focar em largar a pornografia e a masturbação para aí finalmente poder viver sua vida depois de recuperado.

Você deve focar em aprender a viver, como lidar com suas próprias emoções, como mudar a forma que você pensa e a forma como você enxerga o mundo.

Você deve depositar toda sua energia em CONSTRUIR a vida que você quer.

Isso naturalmente conduzirá sua mente para longe da pornografia e da masturbação.

Seu sucesso não será medido pela quantidade de dias que você conseguiu ficar sem se masturbar.

Será medido por quanto sua vida se desenvolveu desde que você começou a se recuperar.

Aqui está o que você deve fazer:

PASSO#1 ESCREVA UMA VISÃO DE VIDA PARA VOCÊ

Como você visualiza sua vida daqui a umas poucas semanas, meses ou anos a partir de hoje?

Gaste um dia inteiro ou uma semana inteira refletindo sobre isso.

Não diga “ah, eu não sei bem o que fazer com a minha vida”

Você está me dizendo que não ideia nenhuma sobre o que você quer nas seguintes áreas: estudo, trabalho, família, amigos, hobbies, saúde, etc??

Mesmo que você não tenha todas as certezas, você precisa dar pra sua vida mais direção.

Isso é, de longe, a parte mais importante da recuperação do vício em pornografia e masturbação.

Escreva loucamente. Escreva quantas páginas você puder. Faça o maior post que você já fez falando como você visualiza sua vida futura.

Essa visão de vida será o fundamento do seu reboot.

É nisso que você focará em 100% a partir de agora.

Feche os olhos. Visualize. Descreva.

Se você tem ideia alguma do que você quer da vida, então isso é mais grave que um vício em pornografia e masturbação.

Como eu disse, gaste uma semana inteira nisso se for necessário.

Faça um brainstorm. Jogue ideias soltas, releia, compare.

Peça conselhos, ouça pessoas que importam pra você.

Pegue seu caderno e saia ao ar livre. Vá até um parque.

Inspire-se.

Esse é o início da sua recuperação.

Leve a sério.

Nota do DaNao: Assim que puder boto outras partes. De modo geral a maior parte é uma tradução, mas tem horas que vira uma adaptação bem livre. Isso porque tem trechos que ele fala especificamente sobre Disfunção Erétil que deixei de fora, ou troquei por “sintomas” de modo geral, porque não tenho visto disfunção erétil como uma grande preocupação da comunidade brasileira, diferente do que é pra certas comunidades americanas. O meu interesse é atingir o máximo de usuários daqui. Desculpem a intromissão, vou deixando sempre o original linkado, claro, e quem se interessar por esse temas pode acessar. Mas acho que, de modo geral, a mensagem essencial do texto está a mesma.

23 Likes

Não gostaria de quebrar a sequência do texto, mas queria comentar.

Essa leitura é obrigatória. Sempre achei que o problema da comunidade de modo geral era exatamente esse, confusão entre causa e consequência.

Passei a modificação meu pensamento quando descobri essa postagem…

Vou tentar fazer esse exercício de imaginação. Parabéns pela postagem!

9 Likes

Que sensacional, @DaNao. Concordo 103% com o que esse texto diz. Aliás, esse é um daqueles textos que você pensa: “gostaria de tê-lo escrito eu!”.

Obrigado pelo esforço de tradução.

Acompanhem esse POST. O @DaNao está com a razão. Isso aqui é o que existe de melhor em conselhos e estratégias.

Reboot só existe se tivermos a intenção de nos transformarmos em uma pessoa melhor em todos os sentidos.

10 Likes

Nota extra: naturalmente, isso não significa negar a importância de estratégias pontuais para impedir a si mesmo de recair, como bloquear sites, sair de redes sociais, etc. Nem o fato de que o contador e os desafios podem ser um bom estímulo.

Mas eu concordo que ter esse propósito superior para a vida é de onde a transformação realmente vem. Senão, iremos apenas parar com PMO e canalizar nossas frustrações para outras distrações compulsivas que podem se tornar um novo vício e te deixar zumbi novamente (excesso de açúcar, redes sociais, Netflix, games, álcool, etc.)

7 Likes

Alguém começou a escrever sobre visões de vida? Eu da primeira vez li esse texto só juntando informações sem seguir o que ele dizia, e os exercícios foram ficando pra depois, depois… Não me fez bem isso. Pra quem tiver interesse, recomendo seguir o passo de refletir e escrever sua visão de vida antes de continuar acumulando mais informações.

PASSO#2 DÊ URGÊNCIA A SUA VISÃO DE VIDA

Ok, agora você sabe o que você quer. Mesmo que você não tenha certeza sobre algumas áreas (como não saber o que vai estudar), tudo bem. Ao menos você pode dar alguma direção pra sua vida nesse momento. Isso é muito importante.

Você precisa dar direção pra sua vida. Você precisa de mover na direção de algo.

Aqui está o problema: muitos de nós sabemos que coisas queremos, mas nós ficamos adiando-as. Somos experts em adiar objetivos. Nós esperamos até um início de mês, até a virada do ano, ou até as circunstâncias serem mais favoráveis.

É isso aqui que você fará agora:

Você vai dar URGÊNCIA pra sua visão de vida.

Escreva os motivos pelo quais você SEM DÚVIDA PRECISA começar a trabalhar nela agora mesmo.

Faça outro texto ou post enorme sobre isso.

Vamos supor que você tem 27 anos e não tem nenhum trabalho, não tem nada seu de fato, ainda vive com seus pais, e passa a maior parte do seu tempo jogando video games. Porque raios você esperaria MAIS TEMPO antes de fazer algo pra mudar isso? Isso é urgente, amigo. Você tem 27!

Ou então vamos supor que você nunca teve uma namorada na sua vida. O que está esperando? Vá melhorar sua sociabilidade, passe a sair com mais frequencia, cometa erros, seja rejeitado, chame pessoas pra conversar. Comece a juntar mais experiência AGORA.

Você tem dor nas costas? Comece a trabalhar nisso. Não espere. Quanto mais você espera, pior sua situação fica. Comece a fazer natação ou yoga. Mexa os quadris e costas constantemente, todos os dias.

Escreva os motivos pelos quais você tem que começar AGORA a correr atrás da sua visão de vida.

Você tem que parar de viver assim.

Isso é urgente.

Isso é prioritário.

Nós temos que nos convencer que a mudança é pra agora.

UMA VISÃO DE VIDA NÃO SERVE DE NADA SE VOCÊ NÃO TEM URGÊNCIA ALGUMA.

Porque senão você vai simplesmente continuar adiando. Esperando circunstâncias mais favoráveis. Esperando uma motivação chegar. Esperando o início do mês.

Crie urgência.

PASSO#3 DESENVOLVA UMA CRENÇA INDESTRUTÍVEL EM SI

Um dos motivos de nós desistirmos de nossos objetivos é porque, no fundo, não acreditamos que somos de fato capazes de conseguir.

Quando pessoas sucedidas decidem que querem conquistar alguma coisa, elas se tornam completamente obcecados por ela. Eles tem uma crença indestrutível de que eles conseguirão.

Eles não se deixam levar pelas circunstâncias. Eles criam os resultados na cabeça antes mesmo de obtê-los.

É isso que você deve fazer, se quiser conquistar qualquer coisa.

Por exemplo, digamos que você queira aprender a tocar violão. E você tem a urgência, porque você sabe que levará tempo, então o quanto mais cedo você conseguir, melhor. Você deve começar agora.
Porém, depois de alguns dias aprendendo o básico, você começa a perder motivação. Você descobre que tocar violão não é nem um pouco fácil, na verdade. Você fica exasperado por quanto de prática você ainda terá que passar. Você começa, então, a duvidar de si mesmo e pensar “Não tem como eu me tornar um músico bom e formar minha banda”. Alguns amigos poderão dizer: “Cara, você deveria ter começado anos atrás. Todos os grandes guitarristas começaram quando eles eram jovens”.

E aí você desiste.

Isso é resultado de pouca fé em si mesmo. Você não acredita que você tem o POTENCIAL de se tornar um bom músico. O que, óbvio, é completamente falso. Nós, enquanto seres humanos, temos potencial ilimitado.

Arnold Schwarzenegger não pensa assim.

Veja o que ele disse:

Quantas vezes você já ouviu ‘Você não pode fazer isso’ ‘Você não pode fazer aquilo’ ‘Nunca foi feito antes’? Eu adoro quando alguém diz ‘Ninguém nunca fez isso antes’, porque quando faço, significa que eu sou a primeira pessoa a ter
feito!

É assim que você deveria pensar quando se propõe a fazer qualquer coisa na vida.

Incerteza é o que acaba com as pessoas. Isso de não saber que eles são capazes de conquistar aquilo.

Precisamos fazer uma lavagem cerebral em nós mesmos todos os dias, no sentido de acreditar que nós IREMOS conseguir NÃO IMPORTA O QUE ACONTEÇA.

Todos esses passos são igualmente importantes.

Não pule nenhum deles.

Eles são o fundamento do seu Reboot.

Eles tornarão seu reboot muito mais fácil. Sua mente estará focada no que você quer da vida. Você estará atacando a raiz de todos os seus problemas.

O segredo da mudança é focar toda sua energia não em combater o velho, mas em construir o novo.

Pare de fazer posts reclamando do quanto sua vida está ruim. Pare de escrever posts dizendo que você está de saco cheio de ser viciado em pornografia e em masturbação. Pare de falar desse assunto pornografia!

Ao invés disso, transforme seu diário num diário de auto-desenvolvimento, focado 100% em se mover na direção da vida que você quer.

Esqueça a pornografia.

Isso é o básico do Reboot, ainda assim muitas pessoas ignoram. Elas falam com muito mais frequência da urgência em ver pornô, ereções matinais, ereções espontâneas, em que dia eles estão no streak, o quanto eles lutaram para se abster, como elas mal podem esperar para chegar aos 90 dias, etc

Se você foca 100% em construir a vida que você quer, sua mente naturalmente se moverá para longe da pornografia. E você também diminuirá o vazio criado ao se abandonar a pornografia, que é algo muito real.

Muitas pessoas largam a pornografia só pra em seguida se verem dentro de um vazio em relação a sua vida, que é algo muito difícil de lidar. Elas acabam voltando para a pornografia justamente porque esse vazio é demais para elas.

Focar na sua visão de vida é uma forma superior de encarar o seu Reboot.

Recaídas não são tão desmotivadoras se você estiver de fato melhorando sua vida. Ironicamente, você verá que quanto mais você foca no que quer, menos frequentemente você recairá.

É importante que você raciocine em termos de visão de vida e de perseguir seus objetivos, não em termos de “Preciso me ocupar bastante e encher minha vida de atividades para que assim eu não assista pornografia” Não! Isso é algo que você está fazendo para você mesmo.

Pare de ter pornografia em mente.

Essa jornada diz respeito a SUA VIDA.

Foque nisso e a pornografia irá embora.

PARTE 2: Lidando com suas emoções

9 Likes

Que isso. Excelente texto e leitura. Vale pena ler tudo. Da um gás. Motivação. Apesar de estar indo bem tenho que me alinhar ainda mais com o que está escrito. Não costumo falar de projetos. Mas desde que decidi sair de vez da prisão(pmo) rumo a algo novo, tem surgido novas oportunidades no âmbito profissional e tenho melhorado como pessoal como um todo.

5 Likes

PARTE DOIS: Lidando com suas emoções

Certo, vamos continuar.

Esse é o erro número 1 do meu post “Três erros fatais que você comete no reboot”. Se você ainda não leu, sugiro a leitura depois de você terminar esse tópico.

E eu quero falar disso novamente, porque é muito importante.

Vício em pornografia é muito mais que sentir as vontades e recair.

Uma das razões de nós nos tornarmos viciados é pela nossa incapacidade de lidar com nosso emocional.

Você tem que se lembrar: largar pornografia e masturbação é uma questão de crescimento, e de se tornar uma pessoa muito mais madura.

É muito mais que “Quero largar a pornografia para curar minha DE e aí fazer muito sexo normal com mulheres!”

Muito mais que isso.

Nós todos temos usado pornografia por anos como método de gerenciar nossas emoções.

Precisamos parar de nos esconder das situações da vida que geram desconfortos. Temos que parar de usar pornografia para escapar dessa realidade.

Temos que aprender como lidar com a vida e com as emoções sem ter que recorrer a pornografia.

Vou agora citar um post do Recovery Nation:

"A segunda armadilha em que as pessoas caem quando estão passando da Compulsão para a Recuperação está em como elas entendem a “Fase de Vazio” durante essa transição. Para entender isso, vamos atentar agora para o percurso geral do vício na vida da pessoa. Na maioria dos vícios, a pessoa se torna dependente do seu comportamento viciado para gerenciar seu estado emocional. Quanto mais tempo a pessoa passa recaindo em determinados padrões, mais intenso e entranhado no corpo esses padrões se tornam. Esse será um resumo breve, com muitas questões para serem discutidas depois. Mas o ponto central é: se nós excluirmos de nós o vício que foi artificialmente entranhado, estaremos enfrentando sem apoio um vazio emocional nada artificial. É muito real. E MUITO desconfortável. A armadilha está em ver esse vazio como uma prova que o vício era algo natural, necessário. Eles começam a sentir um vazio emocional. Não há vontades… não há prazer… não há nada. E eles concluem que algo está errado. Que eles precisam do vício, como forma de se sentir normais. E aí vem a pornografia, a masturbação, e as ficadas. E então vêm a excitação e o prazer e a paixão. Junto com a culpa e a vergonha e a depressão. Mas não interessa, eles preferem sentir essas emoções do que não sentir coisa nenhuma. Assim que as recaídas acontecem.

Eu pensava muitas vezes, durante minhas lutas, que eu preferiria experimentar os meus estados de humor mais baixos e os mais altos, do que tomar algum remédio para atenuar minhas emoções. Eu nunca tive medo de me sentir mal. Eu nunca tive medo do caos que a minha vida era. Nem o sofrimento, nem a dor. E eu abraçava meus extremos emocionais, pois eu acreditava que a capacidade de experimentar esses extremos que me tornava quem eu era. Meu único medo era de não sentir coisa nenhuma. Isso é comum com muitas pessoas que lutam contra vícios. Mesmo aqueles que dizem que bebem ou se drogam como forma de atenuar uma dor, ou um abuso sofrido, ou um stress absurdo, não estão sendo completamente sinceros. Eles se drogam para MUDAR as emoções que eles sentem - não para aliviar.

A questão é simples. Para alguém acostumado com os extremos de uma emoção - e sofrer de um comportamento compulsivo é experimentar extremos de uma emoção - o vazio que vem na transição pode ser exasperante. A nulidade que sentimos quando se eliminam padrões de comportamento (os quais gerenciavam a maioria das nossas emoções) se sente como se removessem nossa alma. Você não se sente mais “normal”. Você se sente como se houvesse algo errado por dentro: como se você tivesse quebrado, de algum jeito. Você pode até sentir, longe das suas compulsões, que a vida não vale a pena ser vivida. Que esses comportamentos faziam diferença para você, te tornavam especial. Então, inevitavelmente, você volta a recair, porque mesmo as emoções negativas do vício (culpa, vergonha, fracasso, solidão, etc) são melhores do que não ter emoção alguma".

e:

"O segundo motivador na recuperação é “chegar no fundo do poço”, ou, em termos realísticos, chegar a um ponto em que a DOR causada pelo vício não consegue ser atenuada pelo vício em si. Quando a dor emocional causada pelas consequências do vício cresceu muito é quando a motivação para a cura surge - já que o vício não serve mais ao seu propósito. Embora esse seja um poderoso motivador, ele é fadado ao fracasso em uma recuperação ao longo prazo. Ou mais precisamente, é fadado ao ciclo mais demorado de recuperações e recaídas.

Acontece assim: quando a dor emocional fica muito maior que aquele alívio temporário que o vício traz, a decisão de se recuperar provê uma grande motivação. Ou seja, provê uma intensa resposta emocional também, que ajuda a lidar com a dor. A pessoa se sente bem. Essa sensação pode durar semanas, pode durar meses. Mas eventualmente, inevitavelmente, aquela ‘intensidade emocional’ que vem junto do compromisso de se recuperar se esvai. E a pessoa se vê, novamente, sem a capacidade de gerenciar seu emocional. O retorno para o vício (ou para um outro vício) é a única estratégia de gerenciamento emocional que eles tem. Isso, seguido por um novo compromisso com a recuperação, seguido por uma nova recaída, seguida por… bem, vocês compreenderam. O ciclo não vai terminar até a motivação para terminar tenha mudado.

Aquelas pessoas motivadas por um desejo de acabar com a dor do vício se saem muito melhor do que aquelas que se recuperam pensando no julgamento de outras pessoas. Elas empregararão esforços concentrados, inspirados, de longo prazo. Porém, para fazer uma verdadeira transição em direação a Saúde, a chave será ultrapassar os estágios iniciais de recuperação e começar a adotar habilidades de gerenciamento de uma vida saudável, que permitirão alcançar maturidade emocional.

Assim, ao pensar no seu caminho para recuperação, você terá que se preparar para uma época em que você se sentirá vazio por dentro. Ela virá depois da euforia do início (ou do reinício) da recuperação, quando não quiser mais continuar sua vida como ela está.O momento de empolgação pode durar alguns dias, poderá durar algumas semanas. Raramente, durará mais que isso. Ao fim dessas semanas, seu objetivo será notar e reconhecer esse vazio, e começar a preenchê-lo com os valores e os sonhos em que você acredita."

Precisamos entender que uma das razões que nos faz recair é que ainda somos fracotes que não aguentam emoções negativas.

Usamos pornografia como um remédio. Nós usamos pornografia para nos esconder da vida. Nós usamos pornografia para aliviar temporariamente a ansiedade, o stress, a solidão, o tédio, a raiva, etc.

Mas uma vez, se você não leu Três erros fatais que você comete no reboot, você devia ler depois.
Aprenda como aceitar e lidar com suas emoções sem usar pornografia e você alcançará recuperação de longo prazo.

Abrace todas as suas emoções, negativas ou positivas. Investigue-as. Reconheça-as. Analise-as. Exponha-as. Viva-as. Aceite-as.

A propósito, o Recovery Nation é incrível. Recomendo enfaticamente que você vá conhecer.

PARTE TRÊS: REAJUSTANDO EXPECTATIVAS SEXUAIS

7 Likes

Muito boa a reflexão do vazio, reparo que substituo esse vazio pelo vicio no celular, mesmo eu não tendo muitas redes sociais, acabo sempre conferindo se tem alguma “novidade” nos sites que visito para evitar esse vazio. Excelente post!!!

8 Likes

Olá pessoal, vou ficar uns dias tendo bem pouco acesso a computador e a internet (e PMO ^^). Só volto dia 26, aí caso alguém se interesse pode adiantar a tradução do próximo trecho do texto, e eu só faço rever depois. Isso é mais pra manter o tópico rolando, e envolver mais pessoas. Se não tiver ninguém, eu retomo de boa a partir de semana que vem. Obrigado pelo apoio de todos! A comunidade está fazendo toda diferença aqui na minha recuperação.

6 Likes

Alerta de trigger: nesse trecho tem várias descrições gráficas. Dei uma diminuída, mas tem.

PARTE TRÊS: REAJUSTANDO EXPECTATIVAS SEXUAIS

Essa é de longe uma das coisas mais difíceis de se fazer.

Quando você deixa de ver pornografia, você não está apenas abandonando a estimulação artificial.

Você está abandonando aquele mundo do “fluxo ininterrupto de mulheres gostosas, sem parar, infinitamente”.

E o mundo real não tem nada a ver com isso.

Você foi mimado pela pornografia. Nós passamos a acreditar que deveríamos estar por aí fazendo muito sexo com diferentes mulheres. Enxergamos isso como um caminho para a realização.

O problema é que é incrivelmente difícil e irrealista isso de “transar com mulheres gostosas ininterruptamente”.

Não há nada particularmente errado em ter um objetivo assim, mas você estaria que estar disposto a um conjunto de ações GIGANTESCO. Você teria que passar por milhares de rejeições. Você precisaria ter extremo sangue-frio. Você deve fazer o que 99.9% dos homens tem muito medo de fazer.

Quantas pessoas aqui querem investir o que é necessário para ter uma vida como essa?

Pouquíssimas, se é que tem alguém.

O restante está vivendo num mundo de fantasia.

Nós vemos mulheres em filmes e, em nossa mente, esperamos que nós possamos fazer sexo com elas. Alguns de nós lêem e-books sobre sedução. Visitamos fóruns de PUAs. Assistimos videos do YouTube de caras abordando mulheres. Criamos teoria e discutimos elas online.

Mas de prático, não estamos fazendo coisa nenhuma a respeito.

É só um sonho. Ficamos com uma ideia fixa na nossa mente. Algo que esperamos um dia poder fazer.

É assim que a maioria das pessoas faz sexo:

Um homem encontra uma mulher por quem ele se interessa. Ele tenta se aproximar. Caso consiga, eles começam a se conhecer. Então eles continuam a se ver e formam algum tipo de relação. Depois de um tempo, a relação se torna séria ou então termina.

Esse é o mundo real.

Você tem que entender que, a menos que queira empreender um esforço gigantesco, prático e emocional, você não fará tanto sexo quanto quer, o quanto deseja fazer lá no momento em que assiste pornografia.

Aceitar isso é difícil, mas é muito necessário.

Precisamos aprender a viver sem esse mundo de infinito fluxo de mulheres, do contrário você se tornará extremamente frustrado e desgostoso com a vida real, a qual não tem tem nada a ver com pornografia.

Todo mundo aqui é capaz de arranjar uma namorada. Mas nossas namoradas provavelmente não se parecerão com estrelas de filme pornô, nem agirão como tal.

Há uma grande probabilidade de que o sexo com ela não será de natureza pornográfica. Haverá sensualidade, carinho, e um pouco de constrangimento atrapalhado. Alguns dias sua mulher parecerá sexy, outros dias não muito. Alguns dias ela estará a fim, outros dias não. Alguns dias será difícil manter a ereção, outros dias você gozará muito rápido. Ela será capaz de conseguir orgasmos, ou talvez não será. Vocês poderão fazer quase sempre, dia sim ou dia não, ou talvez só de vez em quanto.

Lembre-se, estrelas pornô recebem milhares de dólares para fazer coisas que mandam elas fazerem. Para preencher fantasias suas, que assiste.

Você precisa parar de viver no mundo da fantasia.

Sei que é difícil de entender, mas temos que dar UM SENTIDO pras nossas vidas que não seja “fazer sexo com mulheres gostosas”.

Nossa realização não pode depender isso. Do contrário, você continuará voltando para a pornografia toda vez que não conseguir fazer sexo na vida real. Você permanecerá atrelado a ideia de “muito sexo com mulheres gostosas” pro resto da sua vida.

Um dos motivos para o [usuário do fórum] Gabe ter tanto sucesso no seu reboot é porque ele buscou uma mudança profunda no seu coração. Quero dizer que o entendimento dele é completamente baseado em amor, e não em luxúria. Ele enxerga sexo como cumplicidade, intimidade e conexão com uma outra pessoa. Assistir pornografia nem passa pela cabeça dele.

Não estou dizendo que você tem que pensar exatamente como ele. Mas você certamente precisa mudar a forma que você enxerga sexo e mulheres, porque posso te assegurar que ela foi completamente distorcida pela pornografia.

A propósito, eu pessoalmente não acredito que haja nada errado em procurar sexo causal ao invés de um relacionamento, só se assegure antes de estar com os pés no chão.

Gostaria de acrescentar: relacionar-se é compartilhar sua vida com outra pessoa. Eu sei que muitas pessoas querem conseguir uma namorada para finalmente poder fazer sexo, mas relações tem implicações muito mais profundas.

Se você nunca teve uma namorada, você entenderá quando tiver uma.

PARTE #4 Pensar sobre sexo é inútil

Pra que serve ficar fantasiando sobre sexo?

Fantasiar não nos adianta nada.

Desacelera o reboot, aumenta a ânsia por masturbação, e reforça os trajetos neurológicos relacionados a pornografia.

É uma atividade sem sentido que deve ser eliminada.

É algo que mantém a sua mente simplesmente focada em sexo, focada em partes do corpo de mulheres, focada em transar, quando ela deveria estar inclinada para outras atividades na vida.

Se você se ver pensando sobre sexo, você deve calmamente e decididamente redirecionar sua atenção para alguma outra coisa.

Você quer mesmo sexo?

Certo.

Então faça algo para que de fato aconteça.

Apenas fantasiar não serve a propósito nenhum.

Você precisa entender que se você vai se abster de ter orgasmo e de praticar masturbação, você não pode ficar fantasiando sobre sexo e mulheres, porque isso inevitavelmente vai fazer você recair! Tentar se abster e, ao mesmo tempo, ficar fantasiando ou dando uma espiada em fotos só vai te levar a frustração.

Se afaste de qualquer tipo de estimulação artificial. Não dê aquelas pequenas olhadas em fotos. Não procure por fotos em redes sociais. Não digite nomes de atrizes na busca de imagens. Não leia fóruns de garotas de programa.

Não se estimule.

Basicamente você tem que adotar a filosofia do "Ou eu estarei indo na direção do sexo (se aproximar de garotas, conversar por mensagem de texto, conhecer mais amigos, sair para encontros, ser rejeitado) ou então estarei fazendo algo completamente desconectado de sexo (trabalhando, estudando, se exercitando, se divertindo, lendo, tocando um instrumento, tarefas domésticas, assistindo filmes).

Não é pra haver um ponto médio entre as duas situações, em que você estará sozinho pensando sobre sexo. Isso não vai te adiantar nada. Não serve a propósito real nenhum. Só vai aumentar suas ânsias, te levar a recair, e te deixar frustrado.

Assim que pensamentos eróticos começarem a surgir na sua mente, você precisa tranquilamente ignorá-los e focar sua atenção em alguma outra coisa. Continue praticando isso sempre, e você dominará a técnica.

Você deve atacar esse vício na raiz. Tentar se afastar de pornografia hardcore não acrescenta nada se você fica fantasiando e vendo fotos.

Se você permanecer fortalecendo sua mentalidade como falei antes, você estará fazendo progresso significativo.

Não estou aqui falando de celibato. Estou falando de fazer o que você quiser fazer caso queira ir em direção ao sexo, em vez de desperdiçar energia mental em pensamentos que só farão aumentar suas chances de recair.

Se você quiser chegar a um streak bom, não pode ficar vendo perfis de garotas online, mesmo se forem só fotos de biquíni. Não pode ficar fantasiando de manhã cedo quando acorda. Não pode dar espiadinhas de 5 segundos em filmes.

Assim que você fizer qualquer uma dessas coisas, esse animal selvagem chamado vício em pornografia tomará conta do seu córtex pré-frontal, e será só uma questão de tempo antes de você recair.

Você tem que ir pra um extremo.

Mas não se preocupe, é muito mais fácil do que parece.

Na verdade é mais difícil evitar a queda se você já começou a pensar em sexo, do que simplesmente se determinar a não pensar em sexo de jeito nenhum

Como fazer para não pensar em sexo?

Simples.

Foque sua mente 100% na sua visão de vida.

Todos… os… dias.

Há um tópico interessante sobre isso, criado por bigbookofpenis (lol, bom username) aqui:

Dê uma olhada.

Eu concordo totalmente com esse método “Zero Estímulo”

Abandonar pensamentos eróticos assim que eles chegarem na sua mente é o pilar para evitar recaídas.

Isso é o básico, pessoal.

Parte 5: NÃO É ORGASMO O QUE VOCÊ QUER E PERSEGUE

11 Likes

Me adiantei aqui, Danao. Mas coloca os pingos nos “Is” quando der, ahaha

Não é Orgasmo o Que Você Persegue

Muitas pessoas aqui acreditam que se abster de Orgasmo é a parte mais difícil do processo de reboot.

ERRADO.

Quando você procura pornografia, seu cérebro não está pedindo por orgasmo. Como um viciado, ele está pedindo por estímulo. Ele quer coxa, peitos, bundas, a “novelinha”, a pressa, os irreais cenários sexuais, as fantasias, as garotas tesudas, os ângulos perfeitos (que você nunca tem quando transa com alguém), o sentimento de se deixar levar pelo prazer, a devassidão, as ejaculações, as poses eróticas, tudo balançando na sua cara, entre outras coisas.

Se a falta de orgamos fosse o problema, então todo mundo iria se masturbar sem porno (ou qualquer outro estimulo artificial). Não Haveriam recaídas e todo mundo completaria mais de 500 dias no contador.

A urgência por ejacular só vem a se tornar um problema a partir do ponto onde você começa a espiar, se masturbar ou fantasiar constantemente. Quando você se encontra em um estado de excitação, obviamente seu corpo vai pedir para ejacular.

Mas as tentações iniciais são as chamadas “tentações mentais”. Não há uma necessidade e nem urgência física para o orgasmo.

Quando você alimenta essas tentações para dar uma espiadinha, até se forem apenas fotos “inocentes” de garotas de shortinho, ou na praia de bikini, então todas estas coisas irão invadir e ocupar sua mente e anular sua calma, sua habilidade pensar claramente. - Pornografia simplesmente quebra o raciocínio e, eventualmente, o piloto automático (Ou “modo zumbi”) toma de conta, e nós sabemos o que acontece a partir disso.

Você não tem urgência para ejacular.

Você tem urgência para começar a ficar excitado.

Lembre-se disso.

Este é o motivo pelo qual a pornografia não vai embora quando você arranja uma namorada.

Isto é, de fato, uma droga e vocÊ precisa aprender a viver sem esses estímulos, independentemente se você tem uma namorada ou não.

Quando você fica longe disso por dias ou semanas, seus caminhos neuronais estão ansiosíssimos apenas esperando por uma imagem sexual, não importa o quão breve isso seja. E isso é o motivo pelo qual alguns rebooters confundem a libido real - que sentem por uma pessoa - com pornografia. As pessoas alcançam 15 dias sem pornografia e então elas começam a sentir essa ansiedade absurda por estímulos artificiais, então elas concluem que na verdade querem gozar e que isto que elas sentem, na verdade é libido.

O problema era se estimular em primeiro lugar. Se elas tivessem focado em coisas mais importantes ao invés de se estimular, o dia passaria em problema algum, limpo.

Se você cortar as fantasias logo de início e largar a mania de procurar por fotos de gostosas online (incluindo nas redes sociais), então ficar sem orgasmos por um longo período de tempo não será nenhum problema.

E, claro, não fique pensando sobre acariciar ou testar seu pau. Desde que ele não seja cortado fora, ele ficará bem.

Foque 100% na sua visão de vida. Naquilo que
você quer fazer.

11 Likes

Ótimo texto! Sem rodeios e direto ao ponto!:clap:

3 Likes

Uau! Serio isso?? Valeu demais @jvictorhq !! Não estava esperando que fosse rolar, realmente emocionante ler na nossa língua pela primeira vez, pela iniciativa de outra pessoa x) Gostei do papo reto, gostei que você não economizou nos triggers, é um texto pra ser duro mesmo, ficou massa. Depois leio mais vezes! Obrigado irmão! Ganhei o dia.
Agradecendo tb por todo mundo, porque esses tempos tavam difíceis pra eu dar uma parada aqui. Abraço cara!!

6 Likes

@jvictorhq mito!!! Valeu pela colaboração com a aprendizagem coletiva!

Abração!

7 Likes

@novoluar e @DaNao. Vcs viram o site recovery nation?
Dei uma olhada pq o cara qur escreveu essas coisas tirou todas as ideias de la, como ele mesmo fala. Só que ele mastiga boa parte de uma vez, enquanto que lá eles dividem tudo em um workshop de 90 dias.
Dei uma olhada, por curiosidade, e vi que a abordagem deles é radicalmente diferente e ótima. Algumas coisas eu ja havia percebido intuitivamente - como muitos acabam ficando “viciados em reboot”, e isso pode não parecer toxico, mas é extremamente desnorteador.

Eu convido a vocês a darem uma lida no workshop do dia 1.
Depois virem aqui e dizer o que acharam. Se virem que vale a pena, eu gostaria de traduzir essas licoes (sao bem grandinhas), e cada um traduzia uma por sequencia, por dia, alternando os tradutores, ate que completassem todas as 90.

Claro. Isso funcionaria uma vez, nesse desafio de Novembro, mas acredito que agregaria mais sucessos do que no inicio do ano.

Se não acharem lá essas coisas, ok.
Respondam quando puder.

6 Likes

Olá @jvictorhq !! Acabei de voltar do site RNation, finalmente tive um tempinho pra ler o Dia 1. Antes, eu não conhecia não, só de ouvi falar.

Primeiro, desculpe a demora. Estou no início de um trabalho e está sendo difícil a adaptação. Primeiro nenhum tempo livre, depois crises de ansiedade até o retorno das recaídas. Estou tomando pé novamente da recuperação agora, inclusive voltando com a última parte da tradução desse tópico, contadores e tabelas.

O material que você passou é impressionante. Muito completo, inovador e, como você destacou, uma abordagem diferente e ótima. Gostei muito de ter conhecido, e concordo que é muito interessante se apoiar nele, para uma nova tentativa de recuperação! Mas o tamanho desse conteúdo… é um negócio de outro mundo! Pensando na ideia da tradução. Acho muito difícil a gente conseguir inserir isso nas nossas vidas, já tão escassas de tempo.

Talvez dê pra gente trabalhar os textos num grupo de leitura, o que você acha? Trazendo os conteúdos para o forum na forma de discussões. Ou poderíamos trazer comentários, ou resumos. Isso pode ser o início da construção de um material em português relacionado a esse conteúdo, mas a tradução literal me parece um compromisso para muitos anos, sinceramente. O que você acha?
Gostei muito dessa página “What to Expect in an Early Healthy Recovery Process”!, que começa com aquele gráfico. Vou começar a ler desse.

Tem algo que a gente tem que ter atenção também que são nossos próprios projetos, as coisas que estivermos promovendo no nosso dia-a-dia, buscando nossa visão de vida. Também pode existir esse espaço para dividirmos nossas experiências nessa busca.

Eu estou me erguendo ainda de uma semana em baixa, e você como está? Como está sendo esses dias? Está tendo mais daquela dificuldade ao dormir? Como está sua expectativa pra daqui até novembro?

3 Likes

Olá pessoal! Aqui vai a última parte que faltava. Desculpem a demora (sem o texto que @jvictorhq traduziu, demoraria mais ainda hehe valeu de novo, cara) Depois vou juntar todas as partes num post só e dar uma revisada geral, mas por enquanto é isso.

Obrigado a todos que leram e ajudaram a pensar sobre! Quando acabar o texto, por favor conte aqui se vocês tem refletido sobre a visão de suas vidas, o que gostariam de mudar, como tem sido pra vocês, etc. Abraços!

Contadores x Tabelas

O próximo ponto é voltado para aquelas pessoas com dificuldades de emplacar um início de recuperação. Se você já está indo bem, pode pular essa parte.

Ok, é o seguinte:

Aqui neste fórum existe uma obsessão por longas sequências de dias.

As pessoas gostam de contadores porque eles ajudam a acompanhar o progresso.
Mas adivinha? Tabelas cumprem muito melhor essa função.

Aqui um bom exemplo de tabela.

Tem um motivo pra eu ser tão insistente com esse postura anti-contadores.
Eles são perigosos, destrutivos, contraprodutivos.

Contadores reforçam a ideia de você estar “de volta a estaca zero” toda vez que você recai. Tornam “mais justificável” você se largar na compulsão de masturbação, antes de retomar de novo. Não só isso, mas você perde toda a noção de quantas vezes de fato você está se masturbando. Eles não mostram a situação toda. Não há como medir progresso assim. Você só terá um ciclo infinito de se abster por vários dias, e aí voltar para o zero.

Toda vez que você zera seu contador, você fica mais desmotivado e descrente.

Existe muita atenção volta para qual dia você está, desafios Nofap, 90 dias, 100 dias etc. Então se você reincide em nunca conseguir ultrapassar um número X de dias, o contador perdeu a razão de ser.

Contadores são bons se você já evoluiu por um tempo, porque assim eles te dão um senso de cumprimento do dever, eles provém uma sensação de progresso e fortalecimento realmente capaz de prevenir recaídas.

Falando agora de Tabelas. Aqui estão os motivos que as tornam tão boas:

  • Elas mantém seu vício sob controle: ao acompanhar quantas vezes de fato você está se masturbando e tendo orgasmos, você se sente mais forçado a manter os números baixos. Se você recair, a tabela desestimulará aquele descontrole e compulsão depois da recaída, principalmente se você estiver compartilhando com a comunidade. Uma orientação possível é tentar manter menos de 5 recaídas por mês.

  • Elas te permitem ver a situação como um todo: Nas palavras do [usuário do fórum] gameover: “Você só nota como é fácil de esquecer quantas vezes se masturba, espia, pratica PMO ou tem orgasmo quando você vê registrado bem na sua frente. Eu achava que estava bem, com menos de 3 ou 4 orgasmos por mês, mas vi que esse mês foi por volta de 6 ou 7” Você vai se surpreender com quantas vezes você se masturba.

  • Elas eliminam o fator “contagem”: O que você tem que fazer é sempre procurar estar limpo. Legal, né? Sem contagem, sem objetivos de 90 dias, nem desafios nofap. No fim das contas, estamos tentando largar a pornografia pra vida, não só por alguns dias ou meses.

  • Elas nunca te desmotivarão: Se você recair, você registra isso na tabela e segue a vida. Você não vai fazer um tópico chamado “Recaí de novo” ou “Socorro não estou fazendo progressos”. Confie em mim, se você deixou de se masturbar 25 vezes por mês pra 2-3 vezes por mês, você está fazendo um progresso grande, mesmo se seu contador esteja dizendo “6 dias”.

Mas tabelas não são para acomodar o seu vício, claro. O objetivo tem que ser sempre nunca assistir pornografia, ficar o mais limpo possível, enfrentar um dia de cada vez.

Quando digo acomodar o vício, me refiro a “bem, pela tabela eu assisti pornografia 20 vezes mês passado, então assistirei 15 vezes esse mês”. Isso nunca vai dar certo. Você nunca deve raciocinar assim. Você nunca deve se permitir praticar PMO.

Porém, eu compreendo que muitas pessoas aqui gostam dos seus contadores. Então o que eu proponho: use tanto o contador quanto a tabela, e divulgue para seus colegas tanto seus contadores quanto suas tabelas.

Aqui um passo a passo de como passar a usar uma tabela:

  1. Faça login na sua conta do google
  2. Abra a tabela do Darxidius aqui
  3. Vá em File/ Make a Copy e renomeie como quiser

Pronto! Sempre que quiser atualizar sua tabela, faça login no Google Docs e a abra. Você também pode baixar pra usar direto no seu computador, como .xls ou outro formato, em File/ Download as.

Simples assim.

A propósito, tente usar o formato proposto pelo Darxidius. Já vi muitas pessoas usarem suas próprias versões das tabelas, mas tem uma grande vantagem em poder ver a representação gráfica, nas células verdes.

É muito motivador.

CONCLUSÃO

Para resumir: aquele conselho típico do reboot “Cara, simplesmente faça um reboot de 90 dias” é basicamente inútil.

Esse é um vício muito sério e deve ser tratado como tal.

Só na intenção e na força de vontade não vai dar certo.

Mude a forma que você vive.

Mude a forma que você pensa.

E por favor, pare de fazer tantos posts sobre pornografia, vontades, urgência, recaída, ereção, número de dias, etc.

Em vez disso, foque na coisa mais importante:

Sua vida.

Com sinceridade,
TheUnderdog

8 Likes

Que textaço bom.

Eu gosto dos contadores e da “gamificação” dos desafios, mas concordo plenamente que zerar o contador não é “voltar à estaca zero”, e achei ótima a ideia da tabela para quem está recaindo com frequência medir sua evolução em termos de “recair cada vez menos” até estabilizar-se.

Obrigado pela tradução, esse material é ouro!

6 Likes

Galera alguém já começou a colocar as ideias dos textos em práticas? Se sim como está funcionado ? Está se saindo melhor ?achei muito interessante queria colocar em prática se alguém puder me ajudar… Obrigado amigos vou estar nessa com vcs!

2 Likes

Incrível… Motivador e despertador!
Muito obrigado, esse texto me deu forças pra continuar e melhor, pra focar minha vida num objetivo!
Já tinha começado academia faz um mês e já estava bem melhor… Até cair por justamente o que o texto descreveu, estresse e ansiedade…
Esse texto foi uma injeção de ânimo!
Forte abraço!

3 Likes