Diário de um pecador perdoado

O verdadeiro eu

Estou a 12 dias longe da PMO e realmente decidido a enfentar todas as tensões me mantendo firme. Durante esse tempo percebo uma nova (talvez a verdadeira) versão de mim surgindo e estou muito feliz com isso. Claro que 12 dias não é uma quantidade tão expressiva longe do vício mas no meu contexto isso é próximo do tempo mais longevo que passei limpo. Há de se ressaltar, também, que dessa vez estou apresentando uma resistência bem maior aos gatilhos e àquelas trapaças (as olhadinhas).

Estou estudando com mais intensidade, percebo que minha memória está retendo mais conhecimento, maior variedade de vocabulário, treinando com mais intensidade, desenvolvendo (ou redescobrindo) habilidades criativas que eu tinha como: tocar violão, escrever músicas e poemas. Sinto que esse é só o começo do desabrochar de uma nova maneira de viver e enxergar a vida. Sempre lembrando do lema : odeio as consequências da PMO, amo os benefícios da vida longe da PMO.

1 Like

Verdade, confiança e calma.

Consegui minha maior streak até aqui e não quero parar. Foram 14 dias longe de PMO e pude ter uma breve degustação do que é uma vida em liberdade. Além disso, pude perceber que é possível vencer o vício desde que nos mantenhamos firmes no método correto para deixar isso no passado. Imagino que cada um tenha seus pontos fortes e deve explorar aquilo que funciona para si. Obviamente, em linhas gerais devemos nos manter longe de consumir qualquer tipo de conteúdo seja ele explícito ou não e focar em atividades de substituição (treinar, estudar, hobbies e etc.).

Verdade

Assumo que o conteúdo que a P me oferece é muito interessante, são mulheres com corpos maravilhosos e eu gosto muito de ficar admirando aquilo. Apesar de, quando paro para analisar, perceber que a P em si é violenta, grotesca e humilhante, quando eu estou em êxtase desligo todo o meu conjunto de crenças e me prendo somente à forma. Eu não considero que aquele ser humano está fazendo algo horrível e eu estou fazendo algo mais horrível ainda assistindo aquilo, eu apenas quero consumir, apreciar aquele corpo e sentir prazer.
Entretanto, é verdade também que as consequências dessa prática são horríveis. É necessário, portanto, colocar ambas as realidades na balança e ver qual pesa mais: o desejo pelo conumo ou a vontade de vencer e crescer na vida.

Confiança

Uma vez que reconheço a minha fraqueza perante a PMO preciso ter confiança de que, com o método e a atitude correta, consigo superar essa fase ruim da minha vida que se estende a anos. O que serve para vencer um dia, serve para vencer 90, 180, 360…

Calma

Apesar da extrema vontade de vencer o vício de uma vez por todas é necessário reconhecer que se vence um dia de cada vez.