Diário do Renascido

Desde 2013/2014 tento parar com a pornografia e a masturbação. O máximo de tempo que consegui foram 109 dias. Agora estou buscando em Cristo a força que não tenho, para ficar longe desse vício. Tive uma experiência com a graça de Deus me tocando e durante quase 80 dias vivi como sempre quis viver, livre e sereno. Acho que ali Deus quis me dar uma amostra de como pode ser a minha vida se eu seguir o caminho Dele. Desde então, mesmo recaindo, eu vim estudando e adicionando progressivamente práticas de Cristo em minha vida: oração, terço, missa, confissão e finalmente o maior dos sacramentos: a Eucaristia. Estou limpo há 20 dias, tenho ido à Igreja todos os dias receber a Eucaristia e buscando me confessar quinzenalmente. Sinto que agora terei mais forças (que não são minhas, mas de Cristo) para caminhar. Até breve.

Se alguém quiser me seguir meu código é: irjp5m

7 Likes

25 dias hoje, graças à força que não é minha, mas de Cristo. Tenho tido a benção de poder ir na igreja quase todos os dias. Quero que meu foco fique cada vez mais nas coisas do Céu. E eu espero que Deus faça da minha vida Sua vitória sobre o pecado.

Eu morri. Minha vida até aqui foi uma morte, por conta desse vício. Mas eu creio que Jesus irá me ressuscitar. Eu creio no Salvador!

5 Likes

26 dias :white_check_mark:

Um pouco da minha rotina:

-Meia hora de oração após o café da manhã, pedindo a Deus, entre outras coisas, a castidade para ficar longe deste vício, e o combate à Acídia, a preguiça espiritual que está na raiz do nosso vício.

-Meio dia vou à missa para receber a Eucaristia, se possível todos os dias. Quando estou no trabalho, comungo antes do almoço, tendo feito jejum antes. Chego na hora da liturgia da Eucaristia, já que em dia que trabalho não consigo ver a missa inteira. É melhor encontrar Cristo mesmo que não podendo ver a missa toda, do que ficar distante Dele. Quando estou de folga, vejo a missa inteira.

-Quinzenalmente, após a missa eu me confesso, já que a Confissão não só perdoa pecados como te dá FORÇA (o sangue de Cristo) para não mais pecar. Ela ajuda enormemente a estancar a espiral de quedas do vício.

-de tarde, quando estou de folga, rezo 1 terço, também colocando intenções para que Deus vá me consertando. Quando trabalho, rezo o terço na ida ou na volta do serviço.

-Antes de dormir, oração final agradecendo a Deus.

Quando estou de folga costumo ver os cursos do Padre Paulo Ricardo. Li o livro de Santo Afonso Maria de Ligório “A Oração”, muito bom. Há uma série gratuita muito boa no canal do Frei Gilson no Youtube chamada “Itinerário da Castidade”.

4 Likes

30 dias hoje :white_check_mark:

Estou relendo o livro de Santo Afonso sobre A Oração.
Todos os dias peço a Deus a castidade, que eu não tenho.
Tenho pedido também forças para combater a Acídia, que é a “preguiça espiritual”, uma tristeza diante dos bens e práticas espirituais. O padre Paulo Ricardo fala que a Acídia está na raiz do vício em pornografia. E eu reconheci isso em mim.

" As filhas da acídia. – Analisando as consequências da acídia, São Gregório Magno define como suas filhas – a malícia, o rancor, a pusilanimidade, o desespero, o torpor em relação aos preceitos e a divagação da mente por coisas proibidas", ao que Santo Tomás comenta:

[sobre as “filhas” da Acídia] Enfim, quando por causa da tristeza [de ter que buscar Deus] alguém passa dos bens espirituais para os prazeres exteriores, a filha da acídia é então a divagação por coisas proibidas." (fonte: site do Padre Paulo Ricardo)

Uma constatação simples é que nos dias em que cumpro logo minha oração da manhã, sem ficar enrolando, colocando outros afazeres (a preguiça espiritual, que é a acídia, tende a fazer a gente ir postergando a oração…), nos dias em que faço logo minhas orações são os meus dias mais seguros quanto a PMO e mais produtivos.

Por isso sigamos pedindo a Deus, todos os dias, a força para combater a acídia e a castidade para nos mantermos longe da luxúria do vício.

Das outras vezes eu tentava ficar livre do vício através de minhas forças.
Dessa vez estou assumindo que sou fraco e que toda força vem de Deus.
Esses 30 dias foram todos pela força de Jesus Cristo.

1 Like

31 dias hoje :white_check_mark:

O livro de Santo Afonso diz: “A Lei de Deus não pode ser observada sem a graça”.

Deus quer que sejamos castos (não confundir com celibato). Mas o ser humano não consegue, não sem o auxílio Dele.

Ou seja, uma pessoa não-viciada em PMO TAMBÉM NÃO CONSEGUE CONTROLAR SUA SEXUALIDADE. Basta ver a quantidade de traições ou mesmo separações (muitas vezes advindas da infidelidade) que vemos. E as pessoas que chegam aos 40, 50 anos “indo pra balada” ou Tinder caçar novidades sexuais, pois também não conseguem controlar sua própria sexualidade (e portanto não conseguem amar, constituir vínculos profundos, são eternos solteiros). O que fica claro é que não somos só nós viciados que temos um problema em controlar a nossa sexualidade. Quase todos os seres humanos tem esse problema.

Os que o conseguem, geralmente tem desequilíbrios em outras esferas da vida. Por exemplo, a pessoa não trai a esposa, mas comete o pecado da gula, ou não consegue controlar a inveja, a ira, etc. O Pecado Original, essa tendência que temos a fazer coisas que nos prejudicam, estoura em algum lugar na vida. Mas a sexualidade é uma área prioritária onde as más tendências interiores se manifestam.

Assim, nós estamos no mesmo barco que as pessoas não-viciadas. Elas também precisam de um remédio, pois também não conseguem controlar sua sexualidade. Todos somos fracos. Claro, nós viciados precisamos de bloqueadores. Mas fora isso, todos (viciados e não-viciados) somos fracos e não conseguimos controlar nossa sexualidade, sermos castos.

Ora, se somos todos fracos, como vamos cumprir a lei de Deus?
Como diz Santo Afonso, Deus não manda coisas impossíveis. Façamos o que podemos e aquilo que não conseguimos (sermos castos, por exemplo), peçamos a Ele!

Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e encontrareis; batei, e abrir-se-vos-á.
Porque, aquele que pede, recebe; e, o que busca, encontra; e, ao que bate, abrir-se-lhe-á.

Mateus 7:7-8

Santo Agostinho, um homem que foi viciado em sexo, teve uma vida devassa, diz o seguinte: “Vejamos como o homem, em virtude do remédio, pode fazer o que não podia por causa da fraqueza”.

Em suma, todo ser humano (viciado ou não) é fraco no que diz respeito a ter auto-controle (especialmente no campo da sexualidade). Todo ser humano, em virtude da desordem interior, precisa de um remédio, em vista dessa fraqueza. Esse remédio é a graça de Deus. O remédio que dá a força para os não-viciados conseguirem controlar sua sexualidade e não saírem por aí destruindo a própria vida, a própria família ou se destruindo, é o remédio que dará a força para os viciados conseguirem controlar sua sexualidade.

Se até as pessoas não-viciadas tem de recorrer ao poder superior de Deus para levarem uma vida reta, caso contrário não o conseguem, pois são fracas; nós que sabemos através de nossas recaídas o quanto somos fracos também temos de recorrer ao poder Dele, pedindo diariamente a castidade que não temos, a pureza no olhar que não temos e pedindo que Ele, a Luz do Mundo, ilumine o nosso caminho para que vejamos o que precisamos fazer para colaborar nessa libertação do pecado que Ele pretende nos dar.

PS: e fique atento, pois quando você pede Ele atende… e seu pedido pode aparecer, por exemplo, na forma de um bloqueador que você não conhecia e que vai resolver muitos dos seus problemas. Tem gente que acha que Deus tem que lhe atender conforme a pessoa quer. Conheço uma mulher que perdeu o filho porque o mandou parar de tomar coquetel anti-HIV porque “o fulano da minha igreja vai curá-lo”. Deus atende da forma que ELE quer, não da forma que você quer. Às vezes você quer um milagre, mas quem disse que Deus quer te atender via milagre? Ele vai te atender, mas da forma Dele, não da sua. Tenha humildade. E fique atento. Quando você começar a pedir, torne-se mais observador, pois Deus irá atender… e isso pode ser na forma de um bloqueador que apareceu na sua frente, de um versículo bíblico que apareceu na sua frente, de uma pessoa que apareceu para te ajudar, etc etc etc. Observe, pois Deus sempre atende nossos pedidos, desde que eles estejam ligados ao que importa: a salvação de nossa alma. E sim, sair do vício é algo que está ligado à salvação de nossa alma. Peça e observe, pois Deus sempre nos atende.

1 Like

33 dias hoje :white_check_mark:

Fui à igreja, comunguei e me confessei.
Estou me sentindo um pouco mais disposto, certamente o início de uma recuperação corporal em relação aos danos que PMO nos causa. Deixo aqui algo para reflexão para nós que estamos nessa batalha contra o vício:

“Vocês vivem a lutar e a fazer guerras. Não têm, porque não pedem.”
Tiago 4:2

1 Like

35 dias hoje :white_check_mark:

Essa semana comunguei domingo, terça, quarta, quinta e sexta feira. Confessei-me na quarta. Hoje, meia hora de oração após o café da manhã. Deus é maravilhoso e tenho recebido muito mais que a não-queda em PMO.

Deixo aqui uma frase de São Bernardo que é útil para nós: “Ninguém pode resistir às tentações se não se recomenda a Deus no momento da tentação”.

No momento da tentação de recair, saia do lugar onde está, vá para outro lugar, se possível ajoelhe-se, e implore: “Senhor, salvai-me! Pois sem Vós nada posso!”. Reze. Peça a intercessão de Nossa Senhora também. Ajoelhe-se e reze, pedindo para Deus te salvar, para Deus não te deixar cair, pois somos fracos e precisamos da força Dele para não pecar. Tenho tentado aplicar isso quando sofro tentações de recair. Das vezes que fiz isso, funcionou.

Os paralíticos da Bíblia somos nós. Nós somos fracos, não conseguimos andar, não conseguimos nos manter de pé. Não sem a força de Cristo. E Ele não se nega em nos atender.

2 Likes

40 dias :white_check_mark:

Tenho pedido a Deus para colocar meu coração nas coisas do Céu, e para que eu não leve a sério e somente dê risada deste mundo de mentiras em que vivemos, este mundo que está erigindo uma nova religião onde o sagrado e o intocável são …seres humanos pecadores, este mundo que é um principado de Satanás.

Agradeço a Nosso Senhor Jesus Cristo por ter completado 40 dias longe da auto-destruição. Libertai-nos da luxúria, Senhor. Dai-nos castidade, Senhor. Fazei-nos viver e amar, Senhor Jesus. Oremos. Peçamos. Somos viciados. Mas existe um Salvador!

Essa semana comunguei domingo, segunda, terça, quarta e hoje, quinta. Cristo é o pão da vida. Ele tira o pecado do mundo. Ele tira o pecado do nosso mundo interior! Se eu, fraco que sou, estou há 40 dias, é totalmente graças a Jesus.

2 Likes

43 dias hoje :white_check_mark:

Essa semana, dos 7 dias, comunguei 6.
À noite tive um sonho erótico bem pesado, mas ao acordar e a consciência retomar o controle, não fui dominado por essas fantasias. Inclusive porque agora já corto imediatamente qualquer fantasia (ou tentação) logo quando surge na mente, dizendo: “Sangue de Jesus tem poder!”.

Isso tem ajudado demais. Antes eu ficava dando asas às tentações/fantasias e a partir da concessão a um primeiro pensamento, outros vinham e de repente eu estava recaindo. Agora tento me observar e sempre que me vem pensamentos indevidos já os corto imediatamente clamando por Jesus conforme acima.

Como tive esse sonho bem pesado, pedi bastante a Deus hoje tanto a castidade quanto para ele me livrar da luxúria. E recebi, pois foi um dia bem tranquilo, como aliás tem sido a maioria dos dias até aqui. 43 dias graças a Deus-Pai, Deus-Filho e Deus-Espírito Santo.

PS: estou lembrando aqui que confessei ter pecado através de pensamentos impuros, e isso posteriormente me ajudou a não ficar cedendo aos pensamentos eróticos, às tentações (o diabo SAMBA na mente de um viciado em pornografia!).

A Confissão tem um duplo caráter que nos ajuda. Primeiro, recebemos de Cristo a força que não tínhamos para evitar o pecado confessado. Segundo, como prometemos a Cristo nunca mais cometê-lo, isso nos compromete em não trair nossa promessa, inclusive porque sabemos que fomos perdoados. Você ganhou um presente que não merecia, você não vai querer pisar na bola com Aquele que foi tão misericordioso com você.

O sacramento da Confissão é uma das maiores bênçãos que Cristo deixou neste mundo. As pessoas pensam que é um mero desabafar com o padre. Não. A Confissão perdoa os pecados e te dá a força que você não tem, a força de Deus, para você não mais pecá-los. E não é exatamente isso que o viciado em PMO precisa?

A instituição do sacramento da Confissão por Cristo:
“Aqueles a quem perdoardes os pecados lhes são perdoados; e àqueles a quem os retiverdes lhes são retidos”.

João 20:23

2 Likes

47 dias completos :white_check_mark:

Quase 7 semanas livre graças ao poder de Nosso Senhor Jesus Cristo, que tira o pecado do nosso mundo. Hoje me confessei e comunguei. Sigo recorrendo frequentemente aos sacramentos de Cristo para evitar as recaídas. Apesar da minha fraqueza diante desse vício que sempre me derrotou, tem sido bem mais tranquilo lidar com ele através dos sacramentos. E nos poucos momentos que tenho dificuldades, rezo de joelhos pedindo socorro a Jesus e a Nossa Senhora, peço forças pois sou fraco, mas Deus é forte e sempre nos socorre. Santo Afonso diz: só cai em pecado quem na hora da tentação não reza a Deus. Outra coisa que tem auxiliado é a pequena oração jaculatória “Sangue de Jesus tem poder”, que como eu disse, utilizo imediatamente quando vejo a tentação surgir (como isso faz diferença!). E claro, todo dia 30 minutos de oração, pedindo a Deus a castidade, e para Ele me livrar da luxúria e dar-me forças e conhecimento para combater a Acídia (que está na raiz do vício em PMO).

No livro de Santo Afonso tem uma passagem que fala que Deus quer que a gente O importune. Então o negócio é nós, mendigos da graça que somos, importunarmos Deus pedindo castidade todos os dias, pedindo para Ele nos livrar da luxúria e da acídia todos os dias.

Tenho entendido a ideia do Temor de Deus. Tenho ficado com medo de pecar gravemente, porque vejo que só estou caminhando graças a Ele. Dependesse somente das minhas forças eu estava me auto-destruindo até acabar com minha saúde. Não quero mais morrer. O pecado é uma morte. Pode ver que quanto mais pecamos nesse vício, mais mortos ficamos. Viramos zumbis. Mortos-vivos. Mas graças a Deus o Cordeiro de Deus tira o pecado do mundo! Tira o pecado do nosso mundo interior!

3 Likes

47 dias! É uma grande vitória, irmão! Vou acompanhar sua jornada!

3 Likes

50 dias hoje à noite :white_check_mark:

Tentando sistematizar o que eu, fraco que sou, tenho feito/usado para conseguir ficar de pé com as graças de Cristo.

  • Bloqueadores
  • Oração
  • Confissão
  • Eucaristia
  • Estudos Católicos

Basicamente, fechar o “andar de baixo” e abrir para o “andar de cima”.

Os bloqueadores “fecham pra baixo”. E as outras práticas - oração e sacramentos - nos dão a força de cima, a força sobrehumana do Salvador, para não cair, já que nós somos fracos. E os estudos são para irmos melhorando e conhecendo mais o caminho de Deus, que é Aquele que nos impede de recair.

Vou falar de um por um desses que citei:

Bloqueadores
Eu levei muito tempo para bloquear tudo e isso foi uma burrice.
Bloqueie tudo: computador, celular e roteador wifi.
-Para Computador uso: Blok Supreme, K9, Extensões Firefox que forçam SafeSearch.
-Para Celular eu uso o applock da Spsoft, bloqueando todas as redes sociais e navegadores (isso mesmo, não consigo navegar na internet pelo celular… Melhor que ter ali uma brecha para recair. Youtube eu só acesso pelo computador).
Para Roteador Wifi: estou usando o CleanBrowsing gratuito, cogitando a versão paga, que permite você bloquear sites que o filtro deles não pega (mesmo assim, se você mandar email com a URL dos sites, eles bloqueiam pra você). Existe o OpenDNS também.
Para saber mais sobre os bloqueadores, acessem: www.vicioempornografiacomoparar.com

Ocorre que mesmo tendo tudo bloqueado, eu continuava caindo com masturbação… e logo a masturbação me levava a sabotar os bloqueios e cair novamente em pornografia. Aliás, a masturbação sempre foi minha principal dificuldade. Eu poderia ficar bastante tempo sem pornografia, mas a masturbação era algo extremamente difícil para mim. E aqui a entrada de Jesus Cristo na minha vida está resolvendo essa que sempre foi minha principal fonte de quedas.

Oração
Nós, paralíticos que somos, precisamos da graça de Deus para não cairmos.
A graça, essa força sobrehumana do toque de Deus sobre nós, é-nos dada de duas maneiras: Oração e Sacramentos (sobretudo Confissão e Eucaristia).

No meu caso, tenho orado 30 minutos todos os dias de manhã, agradecendo a Deus as graças recebidas (Pedi e Recebereis!); pedindo o pão espiritual do dia de hoje; pedindo a virtude Castidade, tão necessária para nós viciados em PMO; pedindo que Ele retire a luxúria da minha vida; que ele me livre da Acídia (doença espiritual que está na raiz do vício em pornografia); e pedindo que Ele me dê a graça de nos momentos de tentação, ajoelhar-me e pedir-Lhe socorro.

Algo muito útil de se pedir a Deus é que Ele te livre deste vício, destes pecados, e que Ele - A Luz do Mundo - te mostre o que você precisa fazer/aprender para você conseguir cooperar com a obra Dele em sua vida. Fique atento, pois se você pedir você receberá e isso pode vir das maneiras mais diferentes possíveis. Observe. Mas basicamente é: Deus opera e você co-opera.

De tarde rezo o terço de Nossa Senhora e à noite antes de dormir oração final agradecendo pelo meu dia. Recomendo muito a leitura do livro de Santo Afonso Maria de Ligório “A Oração”.

Sacramento da Confissão
Eu percebi que a Confissão tem o poder de estancar a espiral de quedas em que nós viciados entramos após uma primeira queda. Geralmente nós, quando caímos uma vez, tendemos a cair várias vezes, se não no mesmo dia, nos dias seguintes. Na Confissão, feita corretamente com arrependimento sincero, o Sangue de Cristo é derramado sobre você e com isso você recebe não só o perdão dos pecados confessados, mas também a força necessária para resistir a eles e não cair mais. A confissão não é um desabafar psicológico com o padre. É um tribunal perante Cristo, e o sacerdote é o embaixador de Cristo. Este sacramento é um meio Dele ir consertando nossa vida. A Confissão é um desentorta-vidas. Eu tenho recorrido a ela de 15 em 15 dias.

Eu tenho um carinho especial pela Confissão. A primeira vez que passei por ela, descobri que estava diante de algo que não era humano. Se um ateu pudesse experimentar a Confissão uma só vez, ele se converteria imediatamente. E se Cristo, com sua morte, nos tivesse deixado somente a Confissão, já seria um sinal de amor impronunciável. Mas Cristo fez ainda mais. Deixou-nos a Eucaristia!

Sacramento da Eucaristia
A Confissão nos dá a força para não cair naquele pecado confessado com arrependimento. Mas é preciso um alimento que nutra nosso corpo espiritual, para que essa força se mantenha. Esse alimento é a Eucaristia, o Corpo de Cristo.

Pelo menos até o momento em que escrevo, posso dizer que ao passar a comungar, a receber a Eucaristia, eu parei de recair e engatei essa sequência que hoje está em 50 dias (algo que poucas vezes eu fiz na vida). Estou imune a recaídas? Não. Eu continuo o mesmo que se auto-destruía todos os dias, as redes neurais do vício estão lá, etc. A diferença é o Cristo em mim.

No início eu ainda tive dificuldades. O próprio padre que me confessa me disse: “Tenha calma, não é de imediato”. Mas depois de um tempo, sobretudo quando passei a comungar diariamente, esse alimento-perfeito que é o Corpo de Cristo, passou mostrar seus efeitos. Citando apenas 3 deles, que nos interessam aqui:

  • Aumenta nossa união com Cristo
  • Separa-nos do pecado (!)
  • Preserva dos pecados mortais futuros (!!!)

A Eucaristia é um encontro físico com o Cristo Ressuscitado.

Corpo, Sangue, Alma e Divindade (e, portanto, Deus Pai e Espírito Santo também). O Padre Paulo Ricardo diz que Igreja Católica existe para a Eucaristia.

Sinto que a Eucaristia foi o ponto de virada. Ela encadeou todo o resto e me permitiu progredir: na oração, na Confissão, nos estudos e a não ter vontade de ficar tentando burlar bloqueadores (Separa-nos do pecado).

Vejamos o que o próprio Cristo, pão vivo que desceu do céu, diz sobre a Eucaristia (João 6):

52 Então os judeus começaram a discutir exaltadamente entre si: “Como pode este homem nos oferecer a sua carne para comermos?”
53 Jesus lhes disse: “Eu digo a verdade: Se vocês não comerem a carne do Filho do homem e não beberem o seu sangue, não terão vida em si mesmos.
54 Todo aquele que come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia.
55 Pois a minha carne é verdadeira comida e o meu sangue é verdadeira bebida.
56 Todo aquele que come a minha carne e bebe o meu sangue permanece em mim e eu nele.
57 Da mesma forma como o Pai que vive me enviou e eu vivo por causa do Pai, assim aquele que se alimenta de mim viverá por minha causa.
58 Este é o pão que desceu dos céus. Os antepassados de vocês comeram o maná e morreram, mas aquele que se alimenta deste pão viverá para sempre”.

Eu só tenho medo de mim mesmo, medo de pecar e romper essa amizade com Deus, medo de confiar em minhas próprias forças, medo de me colocar em ocasião de pecado, medo de não recorrer a Deus no momento da tentação.

Pode ser que eu caia amanhã. Mas se eu cair eu vou aplicar esse mesmo “método”, talvez aprimorado, com mais fé, com mais oração, mais comunhão.

Eu já não acreditava mais ser possível sair do vício, já não acreditava ser possível viver. E eu nem tinha fé, Deus pra mim era uma ideia intelectual que eu achava filosoficamente mais sofisticada que o ateísmo, apenas isso. Mas por pura bondade e misericórdia Ele me tocou dentro da Igreja um dia. Foi a melhor coisa que me aconteceu. Se eu fosse menos burro, tinha pedido antes, humildemente e insistentemente, todos os dias: “Deus, tocai-me, salvai-me, Senhor! Mostrai-me o que preciso fazer para que o Senhor me livre do pecado! Guiai meus passos para fora deste abismo!”. Mesmo que você não acredite, peça! Peça a fé a Ele! Peça todos os dias, porque Ele existe e transformará a sua vida!

Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e encontrareis; batei, e abrir-se-vos-á.
Porque, aquele que pede, recebe; e, o que busca, encontra; e, ao que bate, abrir-se-lhe-á.

Mateus 7:7,8

Estudos Católicos
Estou assinando o site do Padre Paulo Ricardo, vale muito a pena. Fiz os cursos dele sobre os Sacramentos, sobre o Rosário, Catecismo para Adultos, um surpreendente curso dele sobre Pornografia e Masturbação (onde descobri a doença espiritual da Acídia, que está por baixo do nosso vício em pornografia/masturbação) e agora estou fazendo um curso só sobre a Divina Eucaristia. Todo esse conteúdo do site dele tem me ajudado enormemente em minha conversão. Recomendo também uma série chamada “Itinerário da Castidade” do Frei Gilson no Youtube. E os vídeos do Padre Leonardo sobre como confessar corretamente.

O Cristianismo me mostrou que não somos só nós viciados que não conseguimos controlar nossa sexualidade. O ser humano comum, não-viciado, também não consegue. Basta olhar ao redor para constatar isso. Os Mandamentos de Deus estão muito acima das forças do ser humano, pois eles são uma preparação para a vida numa condição superior à nossa, após a morte. Daí a necessidade de orações, sacramentos, pelos quais a pessoa obtém a força sobrehumana necessária para conseguir se elevar e cumprir o que Deus pede. A saída do vício para nós está aqui: nós, assim como os não-viciados, também estamos diante de um desafio perante o qual não temos forças. Mas é recorrendo a essa força sobrehumana de Deus que nós conseguiremos ter as forças que não temos para não mais cair.

“Vejamos como o homem, em virtude do remédio, pode fazer o que não podia por causa da fraqueza” - Santo Agostinho

3 Likes

53 dias hoje :white_check_mark:

Amanhã será um dia tenso. Celular novo, tenho que abrir bloqueador, bloquear outras coisas, etc etc. Tudo isso é terrível. Por mais que eu não tenha vontade de procurar P, incrivelmente só o fato de testar os bloqueadores, abri-los, etc é como se o corpo puxasse a gente para um redemoinho. Espero ter a responsabilidade de fazer isso lá dentro de casa, perto da minha família, em local que eu não me coloque em ocasião de recaída. Vou pedir a Deus que não deixe que eu caia. Ainda bem venho comungando todos os dias quase (essa semana: domingo, segunda, terça e amanhã quarta). Essa união com Cristo na Eucaristia ajuda muito a não ter vontade de pecar. Mas abrir bloqueador é sempre algo tenso. Estou com receio. Vamos rezar🙏

4 Likes

56 dias hoje :white_check_mark:

Glória a Deus, que tem me mantido de pé.
Ainda bem, abri os bloqueadores e já bloqueei todo meu celular, sem ter recaído. Meu celular está bloqueado “até demais”. Não consigo acessar Google Play nem as Configurações. Meu celular hoje é praticamente só para whatsapp, e-mail e descrever minha jornada aqui. Não tem navegador. Enfim, melhor estar bloqueado demais do que de menos.

Essa semana foi Eucaristia domingo, segunda, terça, quarta, quinta e hoje sexta. Acredito que isso, junto com as orações e as confissões quinzenais, foi crucial para eu nem ter tido vontade de recair quando realizei a perigosa abertura dos bloqueadores.

Em 1 hora de almoço eu consigo comungar e almoçar. A refeição do corpo e a refeição do Espírito :latin_cross:

3 Likes

Parabéns, mano! Vou me confessar amanhã para comungar domingo! Caí essa semana e hoje é meu primeiro dia de novo!

2 Likes

@ErenConcurseiro , veja os vídeos do Padre Leonardo no YouTube sobre como Confessar. É muito importante confessar bem, com arrependimento (peça a Deus também a graça do arrependimento perfeito em relação aos pecados cometidos) porque na Confissão Jesus nos dá força para resistirmos ao pecado.

Depois disso, comungue o máximo de dias que conseguir. Todos os dias, se possível (inclusive porque os primeiros 21 dias são os mais difíceis do vício). Não é de imediato, mas conforme o tempo a Eucaristia vai te tornando mais forte, sobretudo se você passar a comungar frequentemente. A minha média de comunhão tem sido de 5 a 6 vezes por semana.

Após a comunhão, naquele momento você está unido a Cristo. Agradeça e peça para Ele te livrar da luxúria, te livrar do pecado, te dar a Castidade que você não tem, que você não quer mais pecar, peça para Ele te mostrar tudo que você precisa fazer para cooperar com a ação Dele em sua vida. Cristo opera e você coopera. Este momento após a comunhão é muito importante e infelizmente é mal aproveitado, inclusive pela própria liturgia da Igreja. As pessoas comungam e já se sentam no banco, vão conversar com as outras, vem música, etc. Um absurdo, já que Cristo durante uns 10 ou 15 minutos após a comunhão ESTÁ EM VOCÊ. Eu após a comunhão continuo ajoelhado rezando e pedindo isso tudo a Jesus. Temos que aproveitar esse encontro físico com Cristo ao máximo.

Dia de semana você não precisa ver a missa toda. Pode chegar na hora da Eucaristia.

Ademais, adicione um período de oração tdos os dias de manhã. Leia o livro A Oração de Santo Afonso de Ligório (custa 13 reais na Amazon). Ele ensina a bem rezar. Inclusive porque a oração é o nosso BOTÃO DE EMERGÊNCIA. É ela que vai nos socorrer nos momentos de tentação (“Salvai-me, Senhor! Socorrei-me, Senhor! Dai-me forças para não pecar!”). Deus sempre atende quem reza e está em dificuldade.

Nós precisamos da graça, da força de Deus para não cair. E a graça nós obtemos com Oração e Sacramentos (confissão e comunhão frequentes).

PS: antes disso o ideal é você bloquear tudo: celular, computador e roteador.

2 Likes

Meu amigo, muito obrigado por todos os seus ensinamentos! Podes ter certeza que vou me esforçar para colocá-los em prática! É bom saber que não estou sozinho nessa! Aqui perto da minha casa tem uma paróquia, eu não costumo ir nela aos domingos, pois gosto de ir na missa Tridentina (outra paróquia). Mas vou me esforçar para ir todos os dias a partir de agora. Eu fiz isso há um tempo atrás, mas acabei desistindo. Eu apenas faço faculdade (atualmente online por conta da pandemia), então tenho todo tempo do mundo pra ir. Eu não sabia que eu poderia ir apenas para receber a Eucaristia nos dias de semana. Vou seguir seus conselhos sobre o pós-comunhão! Sobre esse livro, achei até engraçado você falar, pois comecei a ler ele esses dias. Ganhei de presente de um amigo.

1 Like

@ErenConcurseiro , se você andou rezando e pedindo a Deus libertação do vício, certamente esse livro não veio para você por acaso. O pedi e recebereis é real. Temos que estar atentos, pois Deus sempre atende, das maneiras que menos esperamos.

Agora, eu insisto na questão dos bloqueadores. Bloqueie tudo aí, senão não dá certo. Tipo, não adianta o alcoólatra receber a Eucaristia no bar, saca? Ele vai tomar uma cerveja logo em seguida e aí já era… O bloqueador nos tira do bar nesse primeiro momento onde estamos fraquíssimos e a Eucaristia/Confissão e a Oração com os dias vão nos dando forças para não querer voltar mais pro bar (inclusive porque no meu caso, mesmo com tudo bloqueado eu caía através de masturbação, que me fazia desanimar e logo abrir os bloqueadores e cair em pornografia). A Eucaristia me fez parar de cair nessa minha grande dificuldade, a masturbação. Então, ela funciona. Cristo realmente tira o pecado do nosso mundo interior. Mas você tem dar tempo e tem que cooperar, através dos meios que Ele nos dá (o fato de existirem programadores criando bloqueadores não deixa de ser uma benção de Deus para nos ajudar). Portanto, bloqueie tudo, para você ter condições de colaborar com Cristo na sua libertação. Caso contrário você pode cair no perigo de dizer: “Eu tentei a Eucaristia e a Confissão mas não funciona”. No início nosso “deus” é a pornografia. Ela manda no seu corpo, na sua vontade. Os bloqueadores são necessários para afastar esse falso deus que nos escraviza e dar espaço para o verdadeiro Deus passar a agir nossa vida.

2 Likes

58 dias hoje :white_check_mark:

Hoje eu estava navegando no computador, vendo vídeos no YouTube após o almoço e começou a me vir uma sensação estranha no corpo, como se o corpo estivesse detectando “Epa, era isso que você fazia quando recaía!”. Daí eu me lembrei que tinha uma pilha de louças que eu estava enrolando para lavar.

Parece que realmente Há uma conexão entre o vício em PMO e o pecado da Preguiça/Acídia.

Eu tenho que fazer algo (por exemplo, lavar louça). Aí eu não queria encarar aquilo. E de repente estava num padrão de comportamento semelhante ao da recaída, a ponto de meu corpo sinalizar isso (é como se o corpo clamasse por prazer).

Quer dizer, para fugir do dever, afundar-se no prazer (destrutivo). Uma fuga das responsabilidades.

Eu sei que observo que quanto mais rápido eu faço o que tenho que fazer, quanto mais rápido eu esmago a Preguiça/Acídia, mais seguro é meu dia.

Depois que eu fui e lavei a pilha de louças, aquela sensação de que o corpo estava clamando por prazer da PMO sumiu.

Aliás, pedindo a Deus sempre para ele me livrar da Acídia (a preguiça de rezar e buscar as coisas de Deus), percebo que hoje eu já tenho conseguido orar meia hora de manhã sem ficar enrolando.

Essa enrolação, que é a preguiça/acídia, é perigosa. A enrolação para cumprir os deveres domésticos ou a enrolação para rezar, ambas são perigosas. Porque além de bagunçar nosso dia, a gente vai tender a ficar buscando coisas curiosas, divertidas e prazerosas para pôr no lugar do dever que não queremos enfrentar, e clica, e vê outra coisa, outro vídeo no YouTube etc etc… E quando vamos ver estamos num mesmo padrão comportamental das recaídas.

É por isso que os monges se colocam a fazer vinhos, cervejas, pães, coisas excelentes que muitas vezes eles próprios não vão consumir. É porque se ficarem parados sem fazer nada, sabem vão cair em pecado. Chamam esse princípio de Ora Et Labora (Rezar e trabalhar). Isso vale muito para nós que temos esse problema com PMO.

Eu espero, com a ajuda da graça de Deus, progredir na capacidade de fazer, e fazer sem enrolar, as coisas que preciso fazer. :latin_cross:

ps: Arrumar a própria cama ao acordar também parece ser algo que nos ajuda a evitar cair no caos. É começar o dia já obtendo uma vitória!

4 Likes

Ótimas reflexões como sempre, irmão.

2 Likes