Desafio 4 Luas ūüĆď

Olá Boa tarde, deixo abaixo um relato para nós motiva, de 5&4 do fórum vicio em pornografia como parar:

Ol√°,

Sou 5&4. Consegui atingir 7 meses de reboot (e seguindo, rs) e vou contar a voc√™ uma verdade sobre o reboot que vai te deixar impactado. Al√©m disso, vou te mostrar 50 raz√Ķes que provam porqu√™ o reboot funciona. Fique comigo at√© o final dessa leitura e acompanhe mais essa hist√≥ria de sucesso. Vamos l√°!

O início no vício

Aos 15 anos me enveredei por esse tortuoso caminho: pornografia e masturba√ß√£o orgasmo. Comecei com revistas, depois fui para fitas cassete vhs e, por fim, os meios digitais. Na minha cabe√ßa, eu fazia um uso recreativo disso tudo - s√≥ que n√£o! Eu ia consumindo, consumindo e achava tudo maravilhoso, eu sentia grande prazer e culpa tamb√©m. Desde cedo passava por alguns conflitos: familiares, sociais‚Ķ e a PMO servia como um analg√©sico para aliviar toda essa dor, toda essa tristeza que eu tinha da vida. O que eu n√£o percebia era que eu entrava em um ciclo de dor ainda maior, pois o ciclo do v√≠cio consiste basicamente em: DESCONFORTO - CLICAR - AL√ćVIO - MAIOR DESCONFORTO - CLICAR - AL√ćVIO‚Ķ

Eu buscava por uma fuga da realidade que at√© acontecia, mas a duras penas, pois o desconforto, a dor, aumentava ainda mais. Ou seja, no final das contas n√£o precisa ser nem muito inteligente para saber que a PMO definitivamente n√£o compensa. J√° bastasse isso, comecei a aprender a fantasiar e tornei um ‚Äúespecialista em fantasias‚ÄĚ. O nosso c√©rebro n√£o consegue distinguir um est√≠mulo real de um est√≠mulo fantasioso, ou seja, quando fantasiamos o nosso c√©rebro entende que aquilo √© real e inunda o circuito de recompensa de dopamina - jorros de dopamina. Como se pode perceber, eu entrei em um ciclo perfeito para ficar amarrado pelo resto da vida. Mas!

Igreja

Antes de dar sequ√™ncia ao que disse em ‚ÄúO in√≠cio do v√≠cio‚ÄĚ, n√£o posso deixar de falar que iniciei minha trajet√≥ria com o Senhor aos 12 anos. Os 3 primeiros anos foram de muitas ben√ß√£os, eu pude provar de uma interven√ß√£o divina na minha fam√≠lia, no campo social e outros. Entretanto, aos 15 anos, por curiosidade, resolvi provar uma dose de pornografia que me manteve amarrado por 16 anos. Isso mesmo! S√≥ vim a me libertar dessa praga aos 31 anos. Conviver na igreja consumindo PMO esse tempo todo n√£o foi f√°cil. Eu me sentia muito culpado, indigno, um lixo. Eu, praticamente, tinha uma vida dupla. O que mais me do√≠a era que as pessoas me viam como um jovem que tinha um car√°ter de Deus, e de fato eu tinha.

Mas n√£o era algo totalmente puro, genu√≠no. Eu queria muito me libertar desse v√≠cio, mas n√£o sabia como. Na verdade, eu queria e ao mesmo tempo n√£o queria. Eu percebia que estava me afundando, mas queria parar de me afundar, mas ao mesmo tempo queria continuar afundando. Eu j√° havia me acostumado tanto com a PMO, que se tornou um h√°bito que foi se fortalecendo por anos e anos. √Č lament√°vel que uma praga dessa possa entrar nas igrejas. Mas ela entra, √© s√≥ dar uma brecha que entra e faz um grande estrago. Portanto, vigiemos!

Assim, fui levando adiante dois antag√īnicos - igreja e v√≠cio. Sempre com aquela culpa pelo consumo e uma grande dificuldade de se libertar desse mal. Os preju√≠zos disso tudo foram enormes e alguns sintomas foram se agravando com o tempo. Alguns danos foram: ansiedade social, ansiedade, dificuldade de enfrentar problemas, descontrole emocional, fantasias, masturba√ß√Ķes, um sentimento de culpa colossal, esfriamento no casamento‚Ķ E por falar em casamento‚Ķ Bem, vamos l√°!

O casamento

Acho que Deus teve muita miseric√≥rdia de mim, pois mesmo eu sendo falho e pecador ele me deu uma mulher maravilhosamente incr√≠vel: linda por dentro e por fora. No in√≠cio do casamento, tudo √© novidade - o v√≠cio n√£o conseguiu interferir muito. Mas com o passar dos anos, eu comecei a sentir ‚Äúa m√£o pesada‚ÄĚ do v√≠cio afetando o meu casamento. Fui atingido por uma EP absurda, e quando fazia sexo com minha esposa a minha mente j√° nos inseria em um cen√°rio porn√ī, √†s vezes, era s√≥ eu que era inserido nesse cen√°rio e como o c√©rebro n√£o sabe distinguir realidade de imagina√ß√£o j√° viu, n√©! Em alguns momentos, tive DE - o virtual j√° estava sendo mais interessante para mim do que o real.

Para piorar, passei a ficar com medo de fazer sexo com a minha esposa e falhar. Ent√£o, principalmente quando eu tinha sess√£o de PMO, eu evitava ao m√°ximo ter rela√ß√£o sexual com ela. Para conseguir isso, quando ela chegava da faculdade, eu era ‚Äúgrosso‚ÄĚ, mal educado - tudo isso para entristec√™-la, desestimul√°-la. Assim, eu n√£o teria que fazer sexo com risco de ter uma DE, sem falar da EP. Enfim, isso tudo causou um grande esfriamento no meu casamento, tinhamos rela√ß√£o sexual 1 vez no m√™s e olhe l√°. Em casa, um ambiente de brigas e discuss√Ķes tornou-se o habitual.

Pré-libertação

O meu fundo de po√ßo foi justamente essa situa√ß√£o vivida em meu casamento. Eu j√° estava distante de Deus, agora, distante tamb√©m da minha esposa. E se eu n√£o fizesse alguma coisa a minha vida iria ruir de vez. Em 2016, instalei bloqueadores em meu computador. N√£o adiantou muito, pois eu sabia a senha e quando a fissura apertava eu simplesmente desbloqueava e consumia PMO. O uso de bloqueadores me fez ter um consumo ‚Äúmeio que moderado‚ÄĚ, eu tinha sess√Ķes de PMO a cada 5 dias, depois consegui a cada 14 dias. O m√°ximo que havia conseguido ficar limpo foi 62 dias.

Nessa √©poca, eu desconhecia o m√©todo ‚ÄúComo Parar‚ÄĚ e fui tentando vencer o v√≠cio com a for√ßa dos meus pr√≥prios bra√ßos. A cada queda, eu implacava uns 3 a 5 dias seguidos de consumo de PMO. Depois, como eu disse, conseguia um intervalo entre 5 a 14 dias limpo. Sinceramente, n√£o mudou nada na minha vida. Eu havia diminu√≠do o consumo, mas n√£o havia conseguido extirpar os problemas que a PMO tinha causado. Eu precisava me livrar de vez desse v√≠cio maldito, at√© que em um dia de completo desespero eu consegui encontrar o site ‚ÄúV√≠cio em pornografia, como parar?‚ÄĚ.

A libertação

Ter encontrado o site foi muito reconfortante, ainda mais quando percebi que havia um e-book que explicava, detalhadamente, as causas e os impactos do v√≠cio. Sem falar que disponibilizava um m√©todo para reverter essa situa√ß√£o - o m√©todo ‚ÄúComo Parar‚ÄĚ. De imediato, realizei a compra do livro e o li em poucos dias. Estava maravilhado com tudo aquilo que havia descoberto. Era tudo o que eu precisava: uma abordagem cient√≠fica do v√≠cio e uma metodologia l√≥gica para extirp√°-lo.

Em agosto de 2017, iniciei o meu reboot. Eu estava decidido a vencer de vez essa praga em minha vida. Era a minha chance de restaura√ß√£o da minha vida com Deus, bem como o meu casamento. Os ensinamentos do m√©todo abriu tanto a minha mente que passei a perceber os padr√Ķes do v√≠cio em minha vida. Assim como em todo v√≠cio, sempre vai existir uma deixa , rotina e recompensa . O que fiz, assim como preconiza o livro digital, foi utilizar estrat√©gias para anular algumas deixas e mudei completamente a rotina do v√≠cio, mantendo-se a mesma recompensa que √© a descarga de dopamina.

Para isso, as atividades de religa√ß√£o foram essenciais (fiz/continuo fazendo corrida, caminhada, muscula√ß√£o, leitura de livros - incluindo a B√≠blia, ora√ß√Ķes, mindfulness - foram os principais), uma vez que mudei a rotina por meio delas, mantendo-se a recompensa no organismo de dopamina. Sinceramente, foi um dos arsenais de artilharia contra o v√≠cio que mais me ajudou. Cheguei a instalar bloqueadores, mas nunca havia tentado burl√°-los, e dessa vez mandei a senha para o espa√ßo. Lembro-me que um dos bloqueadores que instalei cheguei a ligar at√© para o suporte para corrigir uma falha que havia encontrado nele. E tudo foi resolvido: meu computador e smartphone estavam, praticamente, 100% protegidos contra a pornografia.

A caminhada n√£o foi f√°cil. Eu sofria muito emocionalmente e essa quest√£o sempre me levou a diversas fugas da realidade, imergindo em PMO. Mas eu precisaria enfrentar essa quest√£o, eu teria que sair da zona de conforto se eu quisesse vencer, e foi o que fiz. Entre os dias 15-30 passei por um grande desconforto emocional e me vi a ponto de quase consumir PMO. Nesse dia, imediatamente, eu sa√≠ para correr e quando voltei aquela compuls√£o havia reduzido. Ent√£o, dobrei os meus joelhos e pedi ajuda a Deus em ora√ß√£o. Quando levantei, minha alma estava em paz. Foi a primeira vez que eu havia provado para mim mesmo que era poss√≠vel enfrentar os problemas de frente sem ter que me esconder debaixo das ‚Äúsaias‚ÄĚ do v√≠cio.

Completei 90 dias sem ter nenhum reset. Ap√≥s 3 meses, eu j√° percebia que havia muita coisa diferente em mim. Passei a me sentir bem perto de Deus - pude experimentar o ‚Äúnovo nascimento‚ÄĚ; meu casamento havia sido restaurado como um todo; minha compuls√£o por PMO havia reduzido drasticamente, fora outros benef√≠cios que ser√£o informados em campo pr√≥prio - aguarde s√≥ instante. Enfim, resolvi desafiar-me e meu reboot s√≥ estaria completo quando eu atingisse 210 dias. E foi o que aconteceu! Atingi essa quantidade de dias tamb√©m sem ter nenhum reset. Meu p√≥s-reboot come√ßa agora. Que Deus continue me aben√ßoando nessa caminhada que √© pela vida toda.

Psicoterapia

Ap√≥s 60 dias de reboot, eu j√° estava me sentindo muito bem. T√£o bem que consegui identificar o quanto eu havia ‚Äúvarrido para dentro do tapete‚ÄĚ v√°rias situa√ß√Ķes que tinham me traumatizado no passado. E essas quest√Ķes precisavam ser tratadas, do contr√°rio seria uma brecha que eu manteria aberta para um poss√≠vel retorno do v√≠cio. Foi a√≠ que tomei coragem e coloquei para fora tudo aquilo que ainda me afligia. N√£o foi f√°cil. Com um n√≥ na garganta e a voz embargada, foi a primeira vez que contei sobre um abuso sexual que havia sofrido na inf√Ęncia e as consequ√™ncias que isso havia me causado.

Apesar do desconforto em falar algo que queria muito esquecer, foi extremamente libertador. Foi assim que se deu, ent√£o, o meu processo de cura interior. Gra√ßas a essas interven√ß√Ķes, que considero complementares ao reboot, tenho conseguido superar o passado e me enxergar como um homem pleno - n√£o mais diminu√≠do ante o trauma. Percebo que essa cura tem vindo de Deus tamb√©m, pois a partir do momento que encarei essa quest√£o de frente e percebi que precisava de ajuda, foi a√≠ que dei a permiss√£o para que o todo poderoso pudesse agir em meu ser e me restaurar completamente.

Agradecimentos

Gostaria muito de agradecer ao Gary Wilson por sua enorme contribui√ß√£o na resolu√ß√£o dessa problem√°tica do v√≠cio em pornografia. Em especial ao Projeto por ter percebido essa lacuna de informa√ß√Ķes em l√≠ngua portuguesa e pela coragem de ter iniciado um trabalho t√£o ousado que tem salvado, literalmente, vidas. Fica registrado aqui o meu MUITO OBRIGADO especial, Projeto. Quero agradecer a todos aqueles que sempre acompanharam a minha trajet√≥ria, orientando-me, incentivando-me, para que eu n√£o desviasse desse caminho de liberta√ß√£o. Ent√£o, muito obrigado aos usu√°rios e moderadores que estiveram comigo durante esse trajeto, e espero que continuem comigo, Very Happy .

Metas

A minha maior preocupa√ß√£o no p√≥s-reboot √© n√£o relaxar, isto √©, n√£o dar permiss√Ķes ao v√≠cio para que ele se instale novamente, at√© mesmo sem eu perceber. Eu tenho total consci√™ncia que essa luta √© di√°ria, ou seja, pela vida toda. Sei que haver√° momentos em que as tempestades vir√£o e o barco poder√° chacoalhar muito. Entretanto, farei de tudo para ele n√£o virar. Hoje, tenho muito mais for√ßas para isso - manter o barco de p√©. N√£o que eu tenha adquirido um super poder, nada disso. Com o reboot, eu obtive a clareza de que a PMO simplesmente n√£o compensa e que n√£o √© mais uma op√ß√£o em minha vida. Al√©m do mais, √© muito melhor estar no controle, ser o senhor de sua pr√≥pria vida, do que viver subjugado. Como dizia Osho ‚ÄúA maior liberdade √© ser livre de nossa pr√≥pria mente‚ÄĚ.

50 raz√Ķes que provam porqu√™ o reboot funciona

Ao me libertar do vício:

  1. Senti-me mais perto de Deus;
  2. Passei a enxergar o mundo de uma forma mais positiva;
  3. Tive a sensação/impressão de que meu pênis aumentou e engrossou Smile;
  4. Passei a ter mais disciplina em outras √°reas da minha vida, como a financeira;
  5. Minha vida sexual no casamento foi restaurada;
  6. Venci a EP;
  7. Venci uma leve DE que apresentava em alguns momentos;
  8. Reduzi e muito a procrastinação;
  9. Meu foco para estudar, por exemplo, aumentou;
  10. Minha concentração para leitura, estudos, por exemplo, aumentou;
  11. Passei a n√£o me sentir mais um enganador dentro da igreja;
  12. Venho conseguido encarar os problemas de frente;
  13. Minha socialização melhorou;
  14. Passei a desenvolver melhor controle emocional;
  15. Minha ansiedade reduziu, inclusive a social;
  16. A compuls√£o por PMO praticamente sumiu;
  17. Minhas ere√ß√Ķes est√£o mais fortes;
  18. Obtive mais √Ęnimo para fazer atividades f√≠sicas;
  19. Tornei-me mais produtivo no trabalho, bem como no campo pessoal;
  20. Obtive maior controle sobre as fantasias que surgem durante o ato sexual;
  21. Consegui exercer maior domínio sobre os meus olhares;
  22. Senti uma grande diminuição dos sintomas de stress;
  23. Obtive a redução da timidez;
  24. Tornei-me mais compassivo comigo mesmo e com os outros;
  25. Houve uma melhora da autoestima;
  26. Percebi em mim uma maior facilidade de liberar perd√£o;
  27. Notei uma maior suscetividade de minha parte para implementar mudanças;
  28. Senti-me mais forte para enfrentar o passado e super√°-lo com a ajuda de psicoterapia;
  29. Passei a sentir maior prazer nas rela√ß√Ķes sexuais;
  30. Houve aumento da quantidade de rela√ß√Ķes sexuais;
  31. Passei a me sentir um homem mais viril;
  32. Obtive maior clareza de pensamento sobre a criação de maus hábitos e iniciei uma derrocada contra eles;
  33. Aprendi a exercer um uso controlado da internet e da tecnologia em geral;
  34. Consegui obter maior disciplina para a leitura diária da Bíblia, bem como a realização de oração;
  35. Senti-me no controle sobre mim mesmo de uma forma total e completa;
  36. Consegui enxergar a import√Ęncia de coisas que considerava bobas, como o mindfulness;
  37. Aprendi a valorizar coisas simples da vida: um p√īr do sol, os p√°ssaros, a natureza;
  38. Passei a me dedicar mais a leitura de diversos livros;
  39. Obtive maior segurança para encarar o desafio de empreender;
  40. Passei a n√£o dar mais import√Ęncia √†s distor√ß√Ķes do sexo, aventadas pela ind√ļstria pornogr√°fica;
  41. Obtive a descoberta de um novo propósito de vida;
  42. Identifiquei uma normalização da líbido;
  43. Descobri a existência de mais tempo livre que foi sendo preenchido por coisas produtivas;
  44. Obtive uma resposta imediata aos estímulos reais;
  45. Notei que minha voz est√° mais firme;
  46. Obtive uma maior facilidade para dormir;
  47. Consegui emitir opini√Ķes sobre qualquer coisa de forma mais incisiva;
  48. Aprendi a aproveitar mais o presente, pois vivia muito preso ao passado;
  49. Notei ter desenvolvido mais paciência e amor pela minha esposa;
  50. Obtive um senso maior de completude, plenitude de vida.

Alguns dos itens foram elencados levando-se em conta a rela√ß√£o de causa e consequ√™ncia, isto √©, se eu consegui isso - consequentemente, obterei aquilo -. Portanto, n√£o podem ser considerados como itens prolixos ou iterados. Sem falar que esses benef√≠cios sofreram interfer√™ncia direta ou indireta do reboot. Al√©m do mais, a inten√ß√£o foi mostrar que √© poss√≠vel a revers√£o total de um v√≠cio; e se voc√™ ainda est√° c√©tico, espero muito que reveja esses conceitos, pois n√£o √© √† toa que existem mais de 100 ‚Äúcases‚ÄĚ de sucesso nesse site.

Um forte abraço do 5&4 e muito obrigado por ler até o final.

5 Likes

@Yohanan obrigado, meu irm√£o! Acho que esse depoimento deveria ficar fixo!

5 Likes

Não importa quantas vezes o ladrão roube as rosas, depois do inverno sempre vem a primavera. Depois da dificuldade tudo irá florir novamente. Essa dificuldade vai passar, torcendo por você. Passei por dificuldade semelhante sábado e cheguei a dar uma olhadinha fatal num site, fechei e fui dormir com o coração a mil. Estou aqui pra provar que, como @rapaz diz: milagres existem. E estou de pé, graças a Deus rs

7 Likes

@rapaz sim, eu sei! Mas tb sei que as vezes somos impotentes diante do vicio…venho de um ciclo recente de muitas quedas e estou a fazer uma análise fria da minha situação, sabendo que hj é uma dia fundamental para cair fora do ciclo! Acho que ninguém escolhe ser viciado em pmo, mas isso acontece! Avante!

5 Likes

Antes desse streak meu padr√£o tava de 10 em 10 tbm

4 Likes

Cara esse texto é ótimo, ele relata muito bem 3 dos principais pilares para entrar e subir nessa jornada.

Porém, eu andei pensando sobre o por que o pessoal acredita que 90 dias seja dada a recuperação do vício ou Reboot… A conclusão que cheguei é, que em algum ponto do movimento No FAP, alguém confundiu a construção do hábito de não se masturbar/assistir porno, com a recuperação do vício/ Reboot.

Em 90 dias, acredito que algu√©m que tenha assistido porno por 15 dias, em toda sua vida, consiga se ‚Äúlivrar‚ÄĚ do v√≠cio (se √© que em 15 dias seja poss√≠vel), mas pensem comigo‚Ķ O pessoal viciado em pornografia (segundo o que eu posso analisar) recorre ao no FAP por que j√° est√° cansado desse v√≠cio, eles chegam at√© esse movimento, em m√©dia com uns 3 anos (nivelando por baixo) de v√≠cio, sendo que 90% chegou ao ponto de se masturbar e assistir pornografia 1vez/dia‚Ķ

90 dias ou 3 meses sem absolutamente nada de pornografia e masturbação correspondem a 8.3% de todo tempo que a pessoa passou viciada (isso tomando como base os 3 anos de vício)… Vocês conseguem perceber o quão ínfimo é este tempo perto de todo o tempo em que a pessoa passou viciada, bombardeando o Subsconsciente da forma mais pesada, desregulando totalmente a noção que seu corpo tem sobre reprodução e sexo, descarregando mais dopamina no seu sistema em uma masturbação completa que o pico de heróina é capaz de fornecer? Até onde vai meu conhecimento, não há como se livrar de um vício em tão pouco tempo… E por isso acredito tanto nessa informação:

90 dias √© o tempo de se criar o H√ĀBITO de n√£o se masturbar, e ap√≥s criar esse h√°bito, fica mais dif√≠cil de voltar a tr√°s, mas esse ‚Äúmais dif√≠cil‚ÄĚ vai depender MUITO de pessoa para pessoa, Alem de que o tempo de constru√ß√£o ir√° ser vari√°vel. Por√©m construir o h√°bito n√£o √© garantia de NADA, caso contr√°rio, n√£o ter√≠amos tanta gente recaindo ap√≥s 90 dias.

Por isso, para mim, 90 dias √© s√≥ o aquecimento para essa jornada e vou defender isso at√© o √ļltimo dia da minha vida.

9 Likes

Sim, eu tamb√©m acho que 90 dias n√£o garante a ‚Äúcura‚ÄĚ do vicio para algu√©m por exemplo que tem anos de vicio. com 90 dias come√ßam os verdadeiros benef√≠cios aparece.
Sobre a recaida e lapsos
0 - 90 dias recaida / apos 90 dias lapsos
eu recair muito porque eu focava no final da recaida quando eu me masturbava e assistia uma sessão de pornografia, só que isso e o fim do ciclo porque eu fazia outras coisas que eram e ainda São gatilhos para mim como por exemplo: o youtube, Facebook, alguns filmes e series.
Que tive que corta para fazer esse reboot.
Eu acho importante cada um descobrir os seus próprios gatilhos, porque, são eles que levam de volta ao vicio em PMO.

5 Likes

Depois de 5 dias limpos , estou me despedindo do desafio do amigo novoluar.
Eu recai terça feira de manhã , mas só hj tive coragem e vontade de falar aqui.
Esses dois dias q fiquei off foi uma avalanche de fracasso mas instalei o app novamente e vou seguir firme e forte.
Vou fazer meu próprio desafio e estarei torcendo por todos q estão no desafio!
Boa tarde

8 Likes

Galera , sei que é meio tardio mas gostaria de participar do desafio

Nome:rebootvictory
Código: 4ked2w
Streak mais longa : 39 dias
Streak mais curta : 7 dias

Força companheiros estamos todos juntos nessa luta contra esse vício tão destruidor e maldito.

6 Likes

A maior verdade do mundo.

4 Likes

Acho que eu escrevi esse texto.

Kkkkkkkkk

3 Likes

Gente, acho que estou sendo testado.
Hoje, acordei com mais vontade.
E os pensamebtos e vontades variam. √Č como se eu estivesse, inconscientemente, procurando uma brecha.

6 Likes

Avante, amigo!! Avante!!

Eu tamb√©m estou ‚Äúnaqueles dias‚ÄĚ. Parece que estou na TPM.

6 Likes

Gente, pelo amor de Deus, n√£o deixem de ma encorajar.
Estou com a imaginação muito fértil.
O banho gelado n√£o funciona comigo, porque eu j√° gosto de tomar banho gelado.

Meu Deus, que situação!

Eu n√£o posso ficar √† toa. Eu fico com aquela cara de babaca, imaginando coisas impuras. E estou tendo ere√ß√Ķes constantes.
Pois é, gente: estou em crise. E, não sei como, vou superar isso.
J√° estava estranhando que a crise n√£o vinha.
Agora, chegou a hora de provar a minha fé e resistência.
N√£o vou me testar.
Amigos, não me abandonem. Estou sofrendo calado e eu só tenho a vocês (além de Deus e do meu psicólogo) para falar abertamente sobre o que estou tendo e sentindo.

Vou tentar me superar. N√£o vou regredir. De novo n√£o. √Č para frente que se anda. Dessa vez, vai. Rumo √† liberdade.
Nãp se esqueçam de mim.

Valei-me, Nossa Senhora!

10 Likes

Procura aqui no aplicativo a parte de meditar(pode esta escrito urge ou ajudar) estou no 8 dia e estava nesses dias me sentido ansioso e inquieto por causa da crise de abstinência e isso esta me ajudando um pouco

5 Likes

Sim. Eu tenho feito isso. Isso me acalmou em outras ocasi√Ķes.

Mas, no estado em que estou, não posso ficar deitado. Tenho que tirar esse estresse. Eu já acordei assim. Eu consegui ter coragem de não me tocar e de levantar da cama, apesar da superereção que estava tendo.

Eu vou sair. Fazer alguma atividade. Vou me distrair.

4 Likes

Procura tamb√©m se ocupa com coisas boas como ler um livro, ver um bom filme que n√£o tenha gatilhos, procura ajudar em casa, ou at√© mesmo sai de casa nem que seja para dar uma volta at√© esse pensamentos passar; ‚Äúesque√ßa‚ÄĚ a PMO.
Não sei se vc tem este hábito de ficar olhando para parte do corpo das mulheres, porque eu tinha e isso trapalha muito a recuperação porque, leva fantasias e aí sabe né, não é fácil eu sei, mas temos que ser forte, fale para si mesmo que isso não é mas uma opção na sua vida.

4 Likes

@rapaz tente sair de casa, ir para academia…se não puder, coloca com cuidado uma bolsa de gelo e busque se ocupar com alguma coisa…tb estou passando por dias críticos e agora precisamos resistir!isso vai fazer toda a diferença…depois que isso passar e não cairmos, teremos um período de calmaria até a próxima tempestade.

6 Likes

Nem me fale.

Estou buscando fazer o possível. Estou um pouco melhor. Até então, estava vindo muita coisa mesmo na minha cabeça. Coisas que eu gostaria muito de esquecer, pois interfere muito minha masculinidade e autoestima.

Mas, eu vou melhorar.

6 Likes

@rapaz mas n√£o desanime! √Č assim que funciona o Reboot! Cada vez que resistimos, ficamos mais fortes‚Ķn√£o podemos fugir das urges, o problema √© maior qdo temos um curto strike, mas mesmo com um strike longo, elas v√£o existir, s√≥ que n√£o somos mais atra√≠dos como im√£s‚Ķpor isso que √© t√£o importante resistir agora e quebrar o ciclo.

4 Likes