Álcool e PMO : existe alguma relação?

Vocês acham que o álcool e a consequente ressaca, podem aumentar a tentação de uma masturbação excessiva? Eu não bebo mais hoje em dia, mas antes eu gostava muito, e no dia seguinte da bebedeira vinha uma vontade muito louca de bater punheta e ver porn. Pq isso acontece?

1 Like

Talvez seja a associação que seu cérebro fez com a ressaca e vontade de P , tipo tem gente que não pode entrar com o celular no banheiro , se não o cérebro associa isso com P e começa os gatilhos mentais , deve-se tentar desconstruir isso , é apenas um argumento , tomara que alguém te responda melhor essa associação

1 Like

Essa associação que o cérebro faz realmente acontece. E ela está em níveis que nem nós mesmos percebermos as vezes.

Perceber a maneira como caímos também ajuda no processo para que não aconteça de novo. Comigo não era a bebida, mas estar nas redes e todo dia ficar fitando fotos sensuais até que um dia isso escalava para algo mais libertino, sem muitas pretensões, mas ali, um hábito presente.

Depois você percebi que já está quase caindo e por fim você já fez de novo e de pergunta como chegou ali novamente. E não sei vocês, mas eu comecei a perceber que toda vez que eu caia era do mesmo jeito. Os mesmo gestos, a mesma coisa acontecendo. O mesmo “padrão de ações”.

Exemplo:

Fotos > fotos sensuais / fetichistas / qualquer coisa de natureza mais íntima e gráfica para você> clips / Gifs / vídeos pequenos / praticamente ou quase explícitos ou deveras provocativos > você começa a se tocar sem ao menos notar, fora suas condições atuais (onde você está? Sozinho no quarto? No banheiro?) > por fim você se entrega (voluntariamente ou não, é forte demais para lidar) > ato consumado

Com você pode ser que a bebida está em algum desses passos iniciais de gatilhos … Assim como o colega acima citou, acredito que sua mente faz essa correlação sim, principalmente se já aconteceu alguma vez antes. Enfim. Mudar os hábitos tem sido minha arma. Se as redes me faziam cair eu saí delas. Se um dos seus problemas era a bebida. Que bom que você não bebe mais.

2 Likes

Por fim, perdoe-me pela natureza gráfica deste exemplo, se por acaso qualquer um de vocês se sentir “engatilhado” pelo que está escrito neste texto. A intenção realmente é ajudar e expor minha interpretação pessoal de como acontecia comigo.

Já devo ter lido sobre esses “passos involuntários” em algum outro fórum, mas agora eu realmente não vou lembrar as devidas referências, só lembro de ter visto sendo citado o nome do Gary Wilson eu acho kkkk.

No mais espero ter ajudado. Bom dia a todos.

1 Like