Torneio/Quest [17/60] (Text Game)

images(2)

  • PARTICIPANTES
    @novoluar
    @vejotaplus
    @sadraw
    Eu, Parusia
    @pedroooliveira
    @Marcos_Cardeal
    @795224890578427907125
    @Kaiito
    @anon35363178
    @_caldas
    @blffn

  • DESAFIO
    Ficar 60 dias limpo.
    Teremos histórias e um novo monstro a cada 10 dias do desafio.
    Devemos ler todas as histórias para ilustrarmos nossa luta, compreendendo melhor o inimigo e a nós mesmos. Também devemos sempre postar motivações uns aos outros aqui!

  • PRÊMIO E PUNIÇÃO
    Ao perdedor: o peso na consciência em saber que abandonou a jornada enquanto seus irmãos contavam com você. Se você desiste, é um exemplo de fracasso; se persiste, um exemplo de vitória. Mas em ambos os casos, haverá pessoas se espelhado em você.

Ao(s) vencedor(es): Uma arte em Photoshop escrito: “Campeão Brasileiro - Invicto” para colocar no perfil por quanto tempo quiser.
A certeza de estar mais próximo da liberdade e pureza mental, além do alívio de saber não ter sido exemplo de fraqueza aos seus irmãos de luta.

  • REGRAS
  1. Help: caso se sinta tentado, venha aqui e peça ajuda imediatamente!
  2. Suporte: fique alerta e entre no Rewire umas 3x por dia, a qualquer momento um amigo pode precisar de ajuda, conselhos, etc.
  3. Conselho: se alguém sinalizar “HELP”, devemos aconselhá-lo a como fugir absolutamente da tentação, como: “esqueça seu celular no trabalho, amanhã você pega” ou “peça pra alguém de confiança olhar seu celular, finja esquecer e vá embora. Amanhã você pega com essa pessoa”, ou ainda “ligue bluetooth, localização, dados, YouTube… Descarregue seu celular e jogue o carregador no telhado, amanhã você busca”. (Opções assim já me livraram muitas vezes)
  4. Consciência: saber que somos fracos, sermos humildes. Na urgência, devemos seguir o conselho do nosso irmão à risca!!! (sejamos sensatos ao aconselhar).
  5. Diário: criar um diário de bordo e atualizá-lo todos os dias.
9 Likes

Só uma dúvida, as vezes rola de o cara sair com alguém e estar sem camisinha ou qualquer coisa e mina pratica M no guerreiro. Isso é abandonar a luta??

PRÓLOGO

O que aconteceu naquele dia? Nunca saberão dizer ao certo… Verdadeiramente não há explicações coerentes para demonstrar como tudo começou.

Flashes espalham-se difusamente por suas memórias. Obscuros, agridoces… Revelam lembranças remotas, de quando a inocência da infância era-lhes tão saborosa e viva! Antes de sucumbirem ante à curiosidade, cedendo ao desejo miserável em comer do Fruto. Ninguém sabe bem como se vem parar aqui…

E o que é O Fruto? Bem… O alimento de um bilhão de pessoas, que sobrevivem das migalhas de pequenos prazeres, tendo seus corpos nutridos momentaneamente pelo prazer vil que este lhes proporciona.

A verdade, é que O Fruto nos mantém cheios de adrenalina e emoção. Mas também nos rouba a alma e a alegria de viver. Atualmente, eu que lhe escrevo estes relatos, sou um dos habitantes da ilha sombria.

Durante toda a nossa vida, ouvimos dizer que há alegria fora desta ilha chamada Pornéia. Mas aqui é tão… Confortável. Sim, é escuro e sombrio. E sim… Estamos todos depressivos. Mas também estamos seguros e acomodados. Porém… Certa vez nos disseram que somente os fracos sucumbem ao prazer da inércia em troca do comodismo que ela produz

Estamos irados e confusos… Tem de haver uma saída. Tem de haver prazer longe do viciante sabor destes frutos agradáveis à vista, mas traiçoeiros ao paladar. Doces aos labios, mas que picam como cobra!

Ajude-nos…

8 Likes

CAPÍTULO 1
Caminharam demais, muito além do que suas forças lhes permitiam. Vaguearam longamente e encontraram companheiros pelo caminho. Muitos haviam desistido de lutar contra as injustiças daquele mundo dominado.

  • Haverá escapatória da ilha? - Era a pergunta que um bilhão de humanos fazia-se diariamente.

O fato era que alguns bravos soldados já haviam tentado deixar as fronteiras de Pornéia. Uns poucos, tiveram sucesso, mas a esmagadora maioria, fracassou miseravelmente, sendo encontrados por piratas logo a seguir e trazidos de volta, arrastados e humilhados, feitos escravos uma vez mais.

Você podia sair se quisesse, as portas da ilha estavam abertas, mas por que não conseguiam fugir? Nunca conseguiam fugir! Fugir de si mesmos e do desejo pelo Fruto, que momentaneamente nutria seu corpo amortecido. O maldito fruto atraente aos olhos, mas amargo à alma existia aos montes naquele lugar. Pornéia era, sim, escura e sinistra, mas também, quente e aconchegante. E somente os fracos trocavam a liberdade da aventura chamada Vida pelo comodismo e conforto da inércia. E eles sabiam disso.

Até que um dia a ira os dominou. Um dia todo o ódio de uma vida lhes ebuliu pela garganta estreita. Ouviram dizer que havia vida lá fora. Que o mundo era belo e colorido, e que Os Produtores, seres ricos e inalcançáveis, davam-lhes o prazer do fruto que cultivavam ao suor de seus escravos somente para nutrirem-se de sua energia vital.

Tinham que sair! Tinham de conseguir vencê-los! E assim, rumaram às docas. Levaram o melhor que podiam para aquela missão: espadas, vembrassas, arcos, flechas pontiagudas, lanças, poções e grimórios. Entreolharam-se com o desejo de liberdade e a iminência da aventura a queimar em seu peito. Não eram necessárias palavras: o momento da partida havia chegado: sairiam da ilha, e todos juntos! Ajudariam uns aos outros e sobreviveriam! Todos! Juntos! Anunciariam aos prisioneiros que havia vida lá fora e ajudariam a resgatar o maior número possível de escravos.

Pornéia e todos os seus Produtores tinham de cair! E aquele era o exato dia!

  • PRIMEIRA BATALHA

Embarcaram. As primeiras horas de viagem foram calmas… Tranquilas. Conversaram o quanto puderam e trocaram experiências. Sabiam que aquele calabouço rumo à liberdade lhes traria ameaças reais, e assim foi. Pois quando menos esperavam, o barco a velejar foi brutalmente açoitado por ondas revoltas e tentáculos espessos.

  • A estibordo - o capitão @novoluar girou os lemes, buscando desvincilhar-se das amarras que os trariam ao fundo do mar.
  • Atacar! - os soldados bradaram, rumando corajosamente e a uma em direção à ameaça que sequer notavam a dimensão.

Repararam, assustados, e logo perceberam que tratava-se de uma antiga lenda… O Kraken!

K R A K E N
HABILIDADE: Tentáculos da Aflição: Enfraquece seus adversários através da abstinência, cercando-os por todos os lados, trazendo-lhes lembranças constantes de como era confortável e cômodo na ilha, quando comiam do fruto diariamente.
"Se ainda estivessem lá, estariam depressivos, sim… Mas não com fome, desejosos, inquietos e desprotegidos!

10 Likes

Força companheiro!
Você perdeu uma batalha, mas não a guerra!
Logo outro barco vai passar, continue tentando! Uma hora dá certo! Vale a pena! Só de continuar lutando e não desistir já é uma vitória!

7 Likes

Atacavam com todas as forças. Seu navio era brutalmente açoitado por ondas revoltas, tendo parte do casco perfurado e alguns mastros dobrados como trigo seco. Brados furiosos, flechas sibilantes e urros de dor compunham a tenebrosa melodia ambiente.

Render-se ao suposto cansaço era-lhes impensável. Tinham vigor abundante! Sabiam disso!

  • Homem ao mar - alguém bradou.

  • Força, soldados! - clamavam uns aos outros - a liberdade é logo ali!

“É necessário compreender que não apreciamos esta vida de escravos, tão somente estamos a ela habituados. O que são 30, 60, 90 dias de resistência comparados a todos os anos em que passamos a sofrer por este HÁBITO destituído de alegria ou prazer verdadeiros?
Ao pensar que míseros três, quatro ou seis meses que seja são o tempo necessário para a sonhada liberdade, vemos que se tomássemos essa decisão anteriormente, hoje estaríamos em paz… Em paz!”.

“A abstinência passa com dias, o pesar também. Ambos podem ser controlados, qual deles você escolherá dominar?”.

10 Likes

Mais um dia de batalha se inicia… nos mantenhamos firmes, e por nada nos lancemos ao mar novamente. Mantenhais vossos olhos fixos no horizonte enquanto o barco avança, pois monstros e desafios vem e vão, mas a liberdade, uma vez conquistada, será para sempre;quereis ficar com qual dos 2? A escolha é sua!!!

7 Likes

Muito bem dito, guerreiro!!!

Mais do que evitar uma queda, o maior desafio destes dias é evitar os tentáculos da fera, ou seja, evitar que nosso pensamento seja capturado, preso pelos velhos hábitos. Se eles forem aprisionados, será inútil relutar.

Morte ao Kraken!!

7 Likes

Vamos em frente! Morte ao Kraken!

E como nosso companheiro @Kaiito disse, não podemos dar desculpas para a PMO!

Para cada desculpa que podemos ter para cair, existem muitas outras para dizer NÃO, por exemplo:

  • Consciência limpa;
  • Felicidade que vem do autocontrole;
  • Alegria de saber que realmente está evitando algo que só destrói, que não compensa nada;
  • Satisfação de saber que está querendo encarar os outros casa vez mais como pessoas e não como meros objetos;
  • Poder fazer o que realmente vai ajudar na nossa vida e na dos que estão ao nosso lado;
  • Ser um exemplo que pode ajudar outros a ser mais felizes
  • Ver e sentir o prazer de viver com a verdadeira liberdade, sem estar aprisionado aos próprios desejos.

Força pessoal!
Com certeza vale a pena persistir e não desistir!

11 Likes

Muito verdade, mano @sadraw. Quantos anos já gastamos no vício? O que são dois, três, quatro, seis meses que seja??? Por que não tentar? Porque é difícil? Essa não é a desculpa dos fracos?

Experimentar uma vida com a consciência livre é no mínimo excelente.

7 Likes

Guerreiros, acabei de lembrar o que aconteceu a dois dias atrás e acho que vale a pena compartilhar…vocês acham que olhar uma bunda pode fazer vocês caírem? SIM! PODE!
Lá estava eu na escola, com meu brother (John), John sempre me avisa quando a garota passa, entende? ( a 10/10 q todos querem), e eu aceitava isso, eu olhava mesmo, sem dó, até que nesse dia eu acabei…me empolgando…senti uma vontade muito grande de…comer ela, sim, comer ela, não vou negar soldados, eu senti mesmo, e logo após umas 4 aulas, John me mostra uma foto dela, de lado, por mais estranho e idiota que pareça, isso foi suficiente pra a tarde depois da escola, eu num momento sozinho, acabar procurando um vídeo, com uma garota com as mesmas características físicas dela, e usar SABIAMENTE aquela ferramenta do Android de dois apps numa tela…chrome & galeria…wow me senti um gênio…logo após 10 minutos, percebi…o que eu estava fazendo? Como diabos uma olhada na bunda foi parar numa ação tão tosca? Sério isso? Eu me masturbei pra uma foto de uma colega? Fala sério…aí vocês já sabem né…as sensações depois de ver porn…felizmente percebi que não dava mais, depois disso tomei um banho, e corri pra play store procurar algum app de stopfap, aqui estou…enfim soldados…cuidado pra onde vocês olham!

7 Likes

@Parusia, fico lisonjeado por você ver neste velho guerreiro da resistência aqui os predicados para capitanear a embarcação que escapa de Pornéia.

Gostaria de reunir toda a nossa tripulação no convés para contar algumas histórias.

Alistei-me nas forças da resistência há 521 dias. Era 2016, estava decepcionado com minha própria miséria, como @vejotaplus contou sobre sua situação. Já tinha ouvido falar sobre “no fap”, mas nunca levei a sério. Naquele dia, porém, resolvi procurar recursos e encontrei o aplicativo NF Companion.

Desde então, não apenas procurei superar o vício em PMO, mas iniciei uma transformação por completo nos meus hábitos, buscando ser a melhor pessoa que eu pudesse ser. Prometi que não iria cair. Mas caí, diversas vezes, porque não basta só vontade para transformar tendências arraigadas… então estudei seriamente minhas fraquezas, vulnerabilidades. Aprendi sobre o sistema de recompensas do cérebro (a dopamina e o circuito do prazer), e como estímulos artificiais provocam seu desequilíbrio. Fiquei mais próximo da espiritualidade. Aprendi a ter força de vontade do tamanho da fome de três leões. Quis ser uma pessoa mais amorosa. Conheci uma garota, comecei a namorar. A relação acabou, fiquei carente, caí de novo.

No final do ano passado, o admin do NF Companion criou este fórum. Começamos a reunir os brasileiros e conseguimos criar uma categoria em português. Lançamos o Desafio 90 Dias Brasil no dia 01 de janeiro. De 18 pessoas que participaram, 6 conseguiram completá-lo. Ainda tenho muitos desses caras da geração passada na minha lista, muitos deles com contadores centenários também, mas eles não aparecem mais por aqui (exceto o @EstoVir). Isso faz parte do reboot: nós precisamos muito da comunidade quando estamos lutando nos primeiros dias após uma recaída, e ficamos falando sobre a luta contra o PMO o tempo inteiro. Porém, à medida que vamos avançando, é imprescindível canalizar o foco para algum projeto na “vida real”, pois esse é o grande objetivo.

Nos últimos tempos, tenho entrado mais para ver assuntos da moderação do fórum. Há não muito tempo, um esquadrão pioneiro de resistência contra Pornéia (o No Fap original) nos intimidou por usarmos um nome parecido (NF Companion). “No Fap” é uma marca comercial registrada e eles ganham dinheiro com isso. Então o conselho dos moderadores do Fórum foi reunido, precisávamos mudar de nome. Sugeri “Rewire Companion” e o admin gostou da ideia; o nome foi trocado e aqui estamos. O app está cada vez melhor e fico feliz em ver a comunidade BR crescendo e lutando bravamente.

Tenho me dedicado muito às pesquisas, na universidade e em assuntos que têm me despertado muita atenção. Um deles é o fato de vivermos em uma “economia da atenção”, em que tudo disputa nosso tempo, nossos cliques, nossos likes, e as mídias sociais são desenhadas intencionalmente para nos manter distraídos pelo maior tempo possível. Qualquer relação com o nosso vício em PMO não é mera coincidência. Por isso, se eu posso resumir toda minha experiência em apenas uma dica, é: use seu tempo e sua atenção de forma intencional. Dedique-se a projetos que sejam significativos para você, não deixe a mente simplesmente vagar ao sabor dos inúmeros estímulos que tentam pescar sua atenção.

Caso queiram saber mais, recomendo este TED do Tristan Harris:

Sigamos aos próximos capítulos, jornadeiros!
Bons ventos,
-novoluar

9 Likes

Belo, mano… Excelente ver e podermos nos inspirar em sua jornada.
Sonho com os dias de glória passados em que fiquei anos livre do vício. Hei de superar a invernia.

Tenho tentado focar no meu trabalho com unhas e dentes, e me mantido em oração também.

Referentes saudações, Boss \õ

7 Likes

À bordo…

Peleja renhida. Dias e noites passaram-se e revezávamos entre ataques desferidos contra a fera marítima. Acostumamos-nos à sua vil presença diabólica, sabendo que poucos metros avançaria o navio antes de ser fustigado por simplesmente nada! Sim, o Kraken castiga-nos impiedosamente pelo simples fato se estarmos tentando viver nossas vidas de maneira livre. Dá pra entender?

Afinal, por que estou divagando com uma besta? Ela merece somente a frieza de nossas lâminas!

É necessário permanecer vigilantes, para que nenhum tentáculo de urgência deste demônio capture nossas mentes, senão… Batalha perdida!

Contem-nos, companheiros, como tem sido vossa batalha contra a fera? Até hoje não paramos para respirar e conversar um pouco!"

images(8)

7 Likes

A luta continua sendo difícil mas, ainda, não tão impossível. No revezamento, meu horário para sair ao convés e enfrentar o demônio é na parte da manhã e, sempre, levo alguns pequenos golpes e pequenas escoriações, mas nada que possa me parar. Meu ânimo dessa vez é absurdo e, ao contrário das outras vezes, que me contentei com pouco tempo longe da ilha, eu me sinto disposto a não retornar às práias de pornéia ainda que isso me custe o repouso, o prazer e tudo mais que o fruto maldito me oferece.
Vejo alguns de meus companheiros já começando a se sentir fatigados; outros, ainda preservam o vigor do primeiro dia. Todos, porém, continuam lutando incessantemente. Antes morrer em batalha que deixar-se tomar pelos tentáculos da fera!

5 Likes

Esse polvo é danado, no meu caso ele vem como se quisesse ajudar com seus tentáculos macios mas na verdade só quer me esmagar o infeliz!

Ele não merece compaixão, porque ele não tem dó de nós, só quer nos ver destruídos e derrotados!
Sai pra lá bicho nojento! MORTE AO KRAKEN!

5 Likes

A luta não me está sendo tão difícil, pelo contrário, parece até que durante o descanso de ontem me deram alguma poção de força/resistência.
Desta vez estou conseguindo desvencilhar-me de todas as investidas do monstro e, após diversas tentativas, finalmente consegui cortar pelo menos um pedaço de um dos seus inúmeros tentáculos.
O demônio rugiu de raiva e sinto que nos próximos dias, sua investida contra mim será pesada e cruel, mas eu não o temo mais. Embora eu saiba que não estou nem na metade ainda desse combate, eu só irei parar quando ele estiver morto. Minha história com o Krakken não é apenas comigo, pois ele levou muitos de meus amigos e companheiros ao abismo no passado, e isso, eu não vou perdoar.

4 Likes

Confesso que ontem o danado me pegou pela perna de surpresa e quase me arrastou para o fundo do oceano, mas consegui me agarrar ao barco.

Foi por um triz, acho que quebrei a perna, mas agora depois de ler alguns posts de motivação estou melhor.

Coloquei uma tala na perna e vamos em frente!

6 Likes

Peleja seguindo, parceiros.

Essa madrugada dei uma tropeçada. Não com P, mas com M.

Minha mente está mais limpa e tenho me sentido mais feliz. Nunca mais quero voltar a sujar meus olhos e minha mente.

4 Likes

“Para derrotar um monstro, você deve se tornar um”

Significado da palavra monstro:
s.m. (substantivo masculino)
Tudo o que é contra a ordem regular da natureza.


Que o mundo nos olhe e pense: “como ele consegue se manter em absoluta castidade? Por quê???”
Imagina toda a nossa energia sexual focada interiormente e não lá fora, na ficção tenebrosa da pornografia. Imagina essa força e concentração direcionadas à nossa profissão, ao auxílio do próximo, a constituir uma família…

images(11)

6 Likes