🍺 Taverna - Rewire Companions

Taverna - Rewire Companions



Uma taberna, taverna, locanda, tasco ou tasca é um local onde se vende vinho a varejo (neste caso, também é chamada de baiuca ou bodega), ou então um restaurante simples.


Esse é um espaço para qualquer tipo de assunto.

Como num RPG de mesa, no início, meio ou depois de uma jornada, ao entrarmos numa cidade, podemos encontrar uma tarvena, nela é possivel: recuperar forças, trocar experiências, buscar apoio, se alimentar (nesse caso, adquirir conhecimeto) e etc…

Seja bem-vindo à Tarvena Rewire!

7 Likes

:moneybag: Vou ser o primeiro cliente (embora não consuma álcool). Manda um refrigerante. :joy:


Sabe… uma coisa que me incomoda bastante (e pelo que tenho lido, não só a mim), é a “bela” ideia de ficar se testando (com imagens, pensamentos e etc…) Aí me vejo racionalizando sobre essas coisas, e no fundo acredito que seja assim que funciona: Quero, mas não quero. Estou me esforçando para evitar isso, pois na tentação a razão não serve absolutamente para nada!

Por ser cristão e conhecer um pouco dos ensinamentos de Deus, me considero mais burro ainda nesses casos… Na bíblia sagrada (o maior manual sobre o homem que existe), por exemplo, tem várias histórias e conselhos sobre evitar a tentação, em resumo ela diz: “Se você bater de frente com tentação, você vai perder!”. A solução é fugir, e me sinto um idiota por as vezes não pôr isso em prática.

9 Likes

(Não sei se é assim que joga direito, mas vamos lá!)
Um suco de laranja por favor! :tropical_drink:


Realmente, essa ideia é absurda, como eu posso colocar fogo na camisa que estou vestindo e ao mesmo querer não se queimar?

Mas é justamente o que nosso cérebro tenta fazer com a gente, tadinho, nem sabe que está só se enganando. :laughing:

Não é à toa que na Bíblia já dizia que não é para confiar no coração, que ele é traiçoeiro mesmo.

Você não consegue vencer seu coração (sua mente viciada) só raciocinando com ela, é como tentar racionalizar com uma filho pequeno porque ele está errado enquanto ele insiste em fazer birra. Às vezes, é só dizer não e pronto! Ele vai entender quando ficar mais velho e até te agradecer quando for adulto.

Quando o nosso cérebro tenta nos enganar, é melhor nem dar ouvidos pois você já tem certeza do resultado.

6 Likes

Srs., boa tarde. Gostaria de um suco de limão, por gentileza! :cup_with_straw::lemon:

Bom, queria dizer que comecei a frequentar este fórum assiduamente estava com poucos dias de streak, tinha meses que não passava de 14 dias, e hoje estou com 67, passei por várias tentações, mas pensava muito nesse grupo também, dos desafios, da olimpíada internacional, dos caras que eu possivelmente poderia inspirar com um streak maior. Portanto gostaria de agradecer pela ajuda de todos mesmo que indiretamente.

7 Likes

Amigos, o que vocês fazem para se entreterem? Tipo, eu gosto muito de jogos, principalmente os de RPG, Ler HQs, mangás, assistir séries e animes, escutar música (eletrônica e rock) e também estudo, só que as vezes não consigo me concentrar em nada! Por exemplo, estou estudando, sem pensar em nada excitante e caramba… a vontade vem! Tento me concentrar no estudo, mas nada da vontade ir embora, a única solução que encontro é sair do quarto (onde tenho mais privacidade) e ir para qualquer outro lugar, só que não consigo fazer nada de forma eficiente rodeado de pessoas ou num ambiente não confortável.

Antes de conhecer o forum, decidi estudar duro, 2 vezes por dia, a tarde e a noite, de seg a sab, até aí tudo bem. No início foi tranquilo pois não me joguei naquele lixo, mas então caí, mesmo assim continuei, caindo e estudando, caindo e estudando. Teve uma hora que eu estava tão cansado (por causa da pressão de não conseguir me livrar) que desisti de estudar por um tempo. É como se tivesse um peso enorme sobre mim… e sem esse lixo, sinto muita vontade de viver; com isso a vida não faz sentido (obs. não tenho pensamentos suicidas nem nada do tipo).

Algo que me deixa triste é não ter a vida que quero (não material, embora seja bom, não é tudo!).

Não comparo minha vida com a das pessoas ao me redor, a mesmas vivem (talvez vocês entendam isso) igual ou pior, mas não veem ou não estão nem aí. Acho o que nos faz sofrer, é enteder (pelo menos um pouco) as coisas… sei lá… Mas prefiro isso do que a total ignorância.

O texto pode estar meio confuso, talvez depois o reviso e organizo as ideias. É isso.

@795224890578427907125 @sadraw @thiagocesarsf

4 Likes

@Chucks O que você disse realmente é um desafio para nós, se ocupar com outras coisas. Isso porque a mente já acostumou só a procurar PMO para passar o tempo, porque para ela é um modo bem mais eficiente de ser ter dopamina do que as coisas normais.

Uma lista das coisas que estou tentando colocar aos poucos, algumas já mais, outras menos:

  • Ficar na sala junto com meus pais de noite antes de dormir (mexendo no celular ou desenhando),
  • Desenhar (mas não sozinho porque pode virar trigger no meu caso)
  • Aprender uma língua (estou usando o Duolingo e aqui em casa tá todo mundo viciado já)
  • Fazer exercícios (baixei um app no celular e jogo a tela na TV e estou tentando fazer pelo menos 10 minutos 3 vezes por semana)
  • Ver esse fórum (principalmente antes de dormir)
  • Postar alguns desenhos no PaigeeWorld (site como se fosse o DeviantArt para todas as idades)
  • Dormir cedo e acordar cedo (esse é um dos mais difíceis)
  • Fazer pelo menos uma tarefa doméstica
  • Caminhada (nem que seja uma volta no quarteirão)

Eu gosto de animes, mas teve uns tempos em que tive de cortar ver e ouvir tudo relacionado, pois virou um trigger bem forte. Hoje, consigo ver alguns mangás de vez em quando, mas não muito.

Quanto a estudar, ouvi falar de um método em que você estuda um pouco e tem várias pausas entre o estudo e aí não fica tão cansativo, só não me lembro do nome do método.

Mas acho que o principal é que tudo isso é feito aos poucos, mas é feito. E quanto às recaídas, eu percebi que não vale a pena gastar os neurônios só pensando aonde erramos e sim no que acertamos, porque como diz a Bíblia:

Se você ficar desanimado no dia da aflição, Sua força será escassa.
Provérbios 24:10

3 Likes

:moneybag::moneybag::moneybag: Toma três saquinhos, me manda tudo não alcoólico que tiver…


Amigos, é bem desagradável a ideia de ter a solução para todos, menos você, não é? (só um desabafo…)


É bom participar de um fórum com pessoas que te entendem e passam o mesmo que você. Você aprende e reforça o que já sabe… como eu disse acima, parece que você só tem a solução para os outros, mas quando leio o que vocês escrevem, isso me ajuda bastante. É como se alguém tivesse copiado meus textos e enviado para mim. Acho que no fundo, o que precisamos (pelo menos eu) é apoio.

Eu não tenho coragem de compartilhar do meu problema com ninguém (amigos e familiares). Não acredito que entenderiam, fora a vergonha de encara-los todos os dias, com a grande possibilidade de pensarem que eu sou um louco ou maníaco (por ignorância deles).

Algum de vocês já compartilhou o problema com alguém próximo?


História Longa…

Sabe, embora eu esteja nessa situação, devo tudo ao Senhor Jesus.

Amo meus pais, porém eles foram bem negligentes com minha criação (como a maioria dos pais hoje em dia), ninguém chegou para me dar conselhos me advertendo ou corrigindo. Me cobravam sem me dar apoio, como se eu pudesse construir um castelo sem materiais e conhecimento. Mas não posso ser injusto, pelo menos no exemplo, como pagar suas contas em dia, temer a Deus (orar e quem é Ele), não roubar e outras coisinhas básicas eles deram.

Quando adolescente (já na PMO, só que sem noção de que isso viciava), vendo meus sonhos frustrados, fui para caminhos, digamos, não muito aconselháveis. Nesse tempo, eu pensava muito em Deus, e para onde eu ia quando morresse. Em um momento, de certa forma crítico, ele usou pessoas para me ajudarem, e até uma frase como ‘Jesus te ama’ teve um grande peso (positivo) em mim. O aceitei na rua principal do centro da cidade, quando um colega de trabalho fez o apelo (eu quis aquilo), mas até então não tinha ido a igreja. Depois outras pessoas entraram em minha vida e acabei participando de uma.

Logo no início, em casa (talvez você não acredite), senti a presença de Deus tão forte em mim, me convencendo do meu pecado (não foi achismo ou algum sentimento qualquer, mas a presença real dEle), me desfiz de todo material sujo que eu tinha em casa (revistas e acho que filmes) e depois de um tempo comecei a estudar seus ensinamentos. Com eles e ajuda dEle, me tornei uma pessoa diferente, adquiri valores que não tinha, eu podia (e posso) dizer que amo um amigo, familiar e etc de verdade (coisa inimaginável antes), e o sentimento é real.

Larguei toda a PMO e vivi assim por muito tempo, até que por um vacilo (não quis escutar/obedecer os ensinamentos de Deus) acabei “caindo”. Me envolvi com uma pessoa que não deveria e tudo desandou. Ela me incentivava a PMO, isso me fazia mal, então pensei que casando seria mais fácil (não julguem minha burrice :expressionless:) e cheguei a casar com a mesma (no civil). Então foi aí que entendi que estava viciado em PMO, pois mesmo com uma mulher atraente, ainda assim eu procurava isso.

Me separei depois de alguns anos e hoje (ainda) luto contra essa merda que me acompanhou da adolescência até a fase adulta, me livrei e me deixei me levar novamente. A questão é: Sempre senti Jesus próximo, querendo me ajudar, e me sinto muito mal, por várias vezes na vida, ter virado as costas para quem me livrou da morte, me deu valores reais e me ama.

4 Likes

Por favor, um chá de hortelã. Ah sim, aqui está o dinheiro do anterior e desse. :moneybag::moneybag: :tea:


Sim amigo, o que voce disse é exatamente o que penso também. Quando estou escrevendo para os outros, é como se eu estivesse escrevendo para mim mesmo e isso me ajuda também a sempre estar convencido de vale a pena se livrar da PMO.

E ao ler e escrever essas palavras estamos compartilhando nossas forças para seguir sem desistir.

Quanto à conversar com alguém próximo, realmente não é nada fácil por causa da vergonha que sentimos e do que as pessoas podem pensar de nós. Mas, quando tem alguém que pode nos ouvir e entender nos anima muito.


HISTÓRIA LONGA
No meu caso, meus pais já sabem do meu problema e sabem que estou melhorando (meu pai inclusive passou um pouco por isso quando era jovem e superou, claro que não era tão difícil como em nossa era), mas ainda é desconfortável começar uma conversa sobre isso com eles.

Mesmo assim, eles me apoiam de outros modos também, como de vez em quando perguntando o que estou fazendo, e me lembrando do que tenho que fazer.

Também, sou Testemunha de Jeová (meus pais também), e temos na congregação irmãos anciãos que podem dar conselhos e ajuda da Bíblia, e já fui ajudado por eles, eles sempre estão me dando apoio, mas mesmo assim não é nada fácil puxar a conversa sobre isso também, mesmo sabendo que eles não vão me julgar.

Tudo isso por causa da vergonha, ou pode ser do meu orgulho também, de querer manter uma fachada do que não sou, mas aos poucos sinto que estou melhorando nisso.

Anteontem mesmo, quando estava com um deles trabalhando em um serviço voluntário eu consegui falar como eu estava indo com relação a isso e deu um alívio muito grande sabe e ele me animou muito.

Ou seja, para mim, o único motivo de eu não me animar sou eu mesmo, pois de várias maneiras Deus tem colocado ajudas para mim, incluindo esse fórum! E tem sido muito bom mesmo, porque quando a gente fala com as pessoas que estão na mesma situação que nós, sofrendo do mesmo jeito, lutando da mesma forma, é mil vezes mais fácil de se abrir do que com quem está “normal”, por assim dizer.

E com certeza, a maior de todas as ajudas vem do Criador, pois ele nunca deixa a gente sem saída para qualquer problema que enfrentarmos.

“Não sobreveio a vocês nenhuma tentação a não ser as que são comuns aos homens. Mas Deus é fiel, e ele não deixará que vocês sejam tentados além do que podem suportar; mas, quando vier a tentação, ele também providenciará a saída, para que a possam suportar.”
- 1 Coríntios 10:13

2 Likes

:moneybag::moneybag::moneybag::moneybag::moneybag::moneybag: Vou falir… :sob: :coffee::wine_glass::sake::honey_pot::custard:


Quero compartilhar algo com vocês…

Vocês que têm irmãos pequenos, tomem cuidado com o que eles fazem na internet, não confiem totalmente, mesmo que pareçam confiáveis.

Tenho três irmãos, dois homens e uma mulher, sendo que um é por parte de pai. O menor dos homens, ainda tem 13 anos, e quando ele tinha 12, tive (com todo cuidado) de explicar sobre PMO. Ensinei o básico, pois sei que cedo ou tarde (mais cedo do que tarde), os “amiguinhos” acabam incentivando.

O miserável (chamo ele carinhosamente assim quando me faz passar raiva) sempre dizia: sim; beleza; não vou fazer; entendo e etc. Claro que eu não confiava totalmente, mas no fundo eu queria.

Um belo dia, eu deitado, me veio na mente (acredito que tenha vindo de Deus; o sentimento), instala um ‘KeyLogger’ (software de monitoramento) no aparelho dele. Depois de um tempo, fui ver os logs, e o miserável estava vendo (e procurando) “conteúdos impróprios”. Fiquei P da vida, pois sei o mal que essa desgraça faz, e o pior é que ninguem aqui incentiva isso. Os programas de TV (incluindo todos da Globosta), boa parte deles o proíbo de assistir. Aí fiquei pensando: se ninguém aqui incentiva isso, só pode ter vindo de fora. Até aí não sei, por mais que eu tenha posto ele contra a parede, ele diz que ninguém o incentivou. Pode até ser verdade, levando em consideração com quem ele anda, mas mesmo assim ele estava vendo.

O Google Imagens (e outros serviços de busca), é bem sensivel, qualquer coisa que você digita ele entende que você quer ver “coisas impróprias”. E ele curte animes, e procura imagens dos mesmos, então é mais fácil ainda encontrar tais coisas, já que isso é “comum” nesse tipo de conteúdo.

Hoje, ele tem limite de acesso, monitoro os aparelhos e não contei para mãe dele, pois acredito que iria atrapalhar. Tenho que mostrar que isso é ruim de uma forma positiva.

Escrevi isso tudo (talvez eu não tenha sido muito claro, sei lá), para que cuidem dos seus, por mais trabalhoso que seja.


Um verso sobre cobiça que leva ao erro.

Mateus 5:29

Palavras de Jesus (figurado); Contexto (adultério): MT 5:27-30

Portando, se o teu olho direito te escandalizar, arranca-o e atira-o para longe de ti. É melhor que se perca um dos teus membros do que seja todo o teu corpo lançado no inferno.

Em resumo: Corra; Evite.

2 Likes

Amigos, sei que tenho postado bastante (espero que nada inútil). Visito com frequência, pois é um dos poucos lugares onde posso encher minha cabeça com algo útil, pois como eu já disse, não consigo me concentrar em outras coisas por muito tempo (logo a vontade vem). Comigo, a sujeira é/era (não sei dizer) quase 100% do tempo: objetificando mulheres, fantasiando o tempo todo e diversas outras loucuras. Quase não ficava sem PMO, era raro quando eu ficava, meu máximo em muito tempo foram 4 dias, é triste mais é verdade.


Hoje a tarde, começaram a aparecer pensamentos em minha mente, e o maior problema, é que quando aparece uma fantasia, ela fica por algumas horas, por todo dia ou dias martelando em minha mente, até eu dar o que meu corpo/mente quer.

Acabei dormindo e não cedi, acordei excitado, comecei a fantasiar e depois fui assistir algo, e esse algo foi uma entrevista com um “tipo de mulher”, embora não fosse “P”, era bem perigoso. Comecei a assistir como me testando, eu não queria me “M” (não fiz) e ao mesmo tempo queria, por isso estava no conteúdo mais “leve” possível. Embora eu não tenha feito, fui para meu quarto e bateu uma “bad” me culpando, tentei organizar minha cabeça e pedi ajuda a Deus… estou com a cabeça razoavelmente melhor e organizada, mas não de um todo. Vou fazer algumas coisas para passar o tempo. Não sei o que me espera, até depois.


E amigos, se alguém me tiver ADD no app do NF, tem como me dizer se meu status está sendo atualizado?

3 Likes

Quê? Acabou a bebida? O @Chucks comprou tudo? Me vê só um copo de água então! :potable_water: :joy:


Agora falando sério gente, o que o amigo @795224890578427907125 disse é verdade, o entretenimento em geral está horrível, e infelizmente os desenhos animados e animes não são exceção, tudo para conseguir mais público por gerarem mais dopamina com conteúdo sexual. Triste isso.

E com respeito às urges, hoje mesmo à tarde bateu uma em mim e ficava me dizendo que eu queria aquilo mesmo.

Não deixei esses pensamentos dominarem a minha cabeça, me forcei a sair do quarto e fazer outra coisa na sala.

Mesmo assim, ficou aquela sensação de que eu realmente queria me entregar, e de que eu ia recair a qualquer momento mas não deixei isso ficar martelando na cabeça e agora à noite nem sinto mais essa sensação.

Agora que penso nisso enquanto estou escrevendo esse post me sinto muito feliz de não ter deixado o vício me vencer, de ter conseguido me controlar, e quero fazer a mesma coisa na próxima vez.

Não deixe a sua mente te enganar!
PMO não vale e nunca valerá a pena!
Vale a pena se apegar ao que é certo!

5 Likes

:moneybag: Só água dessa vez! :sake:


Animes, também tenho evitado boa parte. Só tenho visto DBS, pq sou fã e já está no fim. Mangás no momento só companho 2, DBS e One Piece (no início ainda), mas se começar o apelo, tenho que me livrar. Pois mesmo nos shounen, como @795224890578427907125 disse, o apelo sexual é grande.


@795224890578427907125 Como você disse sobre a opção de restrição de idade no YouTube em outro tópico, resolvi ativar (embora já conhecesse). Eu ficava dizendo: “Poxa, se eu ativar vou perder conteúdos relevantes” (como os de política, que gosto bastante, onde alguns estão restringidos). Na verdade, se eu não ativar vou perder muito mais do que assuntos relevantes, a vida! (As vezes minha burrice me surpreende… :expressionless:)

Aquela merda do “em alta” sem restrição só tem funk (:poop:), BBB e outras tolices com apelo sexual. Até o evitava.


Na questão da atualização de status, eu tinha visto essa ideia de me adicionar em outro tópico. A questão é que estou usando a versão antiga desse app e não da para atualizar, só se eu deletar e baixar novamente. Só que não quero peder meus dias, então fiquei na dúvida.

E outra… Não achei o lugar para trocar a frase, talvez essa versão (2.8) não tenha. Eu tinha trocado (em outra versão), mas nem lembro como :joy:.

Todos os dias tenho tocado em SYNC (Acho que sincroniza o status para quem tem meu código… ou atualiza de forma automática? Esse app deveria ter um tutorial (né burrice minha não, só confusão mesmo :grin:).


@sadraw @795224890578427907125 Caras, muito obrigado de coração, as mensagem de apoio tiveram um peso positivo muito bom, deu até um UP enquanto lia pelo e-mail.

@sadraw Realmente… bate uma felicidade depois que a tentação passa e você entende que não cedeu.


Nas outras questões, não tenho muito a dizer agora, pois vocês disseram bastante a respeito e concordo com tudo. Os assuntos são bem abrangentes, e falaremos mais sobre, mas no momento não, pois está tarde e não quero escrever bobagem (o cérebro não funciona bem :joy:).

2 Likes

@Chucks aqui está um print de como aparece o seu status no meu celular

1 Like

@sadraw Obrigado… agora entendi que tenho que clicar em SYNC para sincronizar e vocês verem.


Caí amigos… sabe, no exato momento estou traquilo. O que eu nunca imaginei é que o mais difícil seria encarar vocês, mas eu disse a mim mesmo que não omitiria nada. Não que eu esteja 100% e diga: uhuu, vamos tentar novamente! Mas vou tentar organizar minha mente.

Olha a hora 02:33, estava sem sono, me veio a mesma tentação (fantasia) de dias atrás, e consegui frear uma vez, tentei dormir, cochilei e acordei logo em seguida pensando bobagem… para completar, tem uns vizinhos aqui que estavam… sabe né… caralho que merda! (isso tudo é tão merda que estou até rindo enquanto escrevo).

Peço que não se preocupem, só preciso organizar a mente. E força aí.

Esse print… que sincronia terrível. Acho que vou atualizar o app.

2 Likes

Eu estava aqui pensando: Qual será a reação dos companheiros ao verem seus irmãos de luta caindo? Estava pensando sobre isso pq fiquei preocupado de isso ser algo negativo, tornando um efeito cascata (desmotivando e levando a queda também).

Eu acho que nem ia comentar nada por um tempo, mas ao ver o irmãos “caindo”, fiquei triste por eles, pois compartilhamos de uma dor. Como isso influência vocês?


Sabe… ontem antes de “cair”, bem na hora exata que eu ia começar a (M), recebi uma notificação por e-mail do @sadraw, mostrando esse print (esse seria meu escape), parei por alguns segundos e pensei: três dias, quase quatro, quer perder tudo isso mesmo? Eu sei que pudia não ter feito, mas escolhi o erro.


Vou tentar conseguir a versão de doação desse app… vocês têm? Essas propagandas atrapalham um pouco, e quero os widgets. Estou sem cartão no momento, então vou ver se faço uma recarga nas Lojas Americanas. Não tenho coragem de comprar no cartão de ninguem, acho que vai vir na fatura “NF Companions - Vença o vicio da M”. Que vergonha…


2 Likes

Uma queda nunca é um momento alegre para nós, quando isso acontece a tendência é só ficar para baixo e não querer nada com ninguém.

Então, gostaria de lhe dar os parabéns irmão @Chucks por ter conseguido fazer o mais difícil na hora da recaída: reerguer-se rápido. Não parece ser uma vitória, mas é. Quanto menos tempo passamos no chão, menos chance damos para a nossa inimiga PMO.


No meu caso, quando eu vejo na lista que um amigo caiu é triste, mas isso não me desanima, pelo contrário, me lembra do quão ruim é ter de se levantar de novo e por isso tento tomar mais cuidado e não me enganar.

E é como você disse: na hora H temos uma escolha. Fazer ou não fazer? O problema é que parece que quanto mais o tempo aumenta mais parece que vai chegar a hora que eu vou TER que fazer.

Aí é que esta a mentira. Eu não TENHO que fazer. Eu POSSO ESCOLHER fazer ou não. Quando as dúvidas começarem na mente (vou fazer/não vou?) é preciso PARAR e dizer essa opção de fazer não existe mais. É uma luta para não deixar essas coisinhas ficarem corroendo a nossa determinação.

Ontem mesmo depois de postar aqui comecei a querer dar trela para meus triggers e quase comecei um, mas graças a Deus parei.

Para nós é uma luta constante, mas podemos ficar contentes, pois se ainda estamos lutando, a guerra não está perdida. A gente só perde quando decidirmos desistir de lutar. Então vamos continuar lutando, pois vale a pena! Força para todos!

2 Likes

Essa taverna está quase virando o meu diário… Espero que um dia tenha mais clientes, pois não é bom depender só do meu dinheiro. :joy:
Café e pudim por gentileza… :moneybag::moneybag:
:custard: :coffee: Obrigado!


Não tentem sempre achar algo concreto no que escrevo aqui, pois geralmente posto o que se passa em minha mente, sendo certo ou não… como numa conversa informal. Essa é a ideia desse tópico, tá ligado? :grin:

E acho até bom que seja assim, pois as vezes vem um bro e me diz o óbvio, e então penso: Como não vi isso? Como um tapa na cara, sabe?


Rapaz… estou numa paranóia louca :grin: (tenho mania de rir das minhas próprias desgraças). Uns dizem: “os primeiros 8 dias são difíceis”, outros “os 10, 15” e por aí vai. Meu irmão… e ainda tem uns que dizem que foram pegos de surpresa e caíram durante a noite quando acordaram com a mente fraca (isso já aconteceu comigo). Estou meio assim: Caramba, será que vou cair nessa merda de uma forma tão tola (novamente)?

Uma coisa que sempre mantive em mim é a ideia de que eu conseguiria. No geral não penso que vou cair, mas dessa vez…

Nessa questão da paranóia, vou tentar manter o verso bíblico que o brother acima me lembrou por MP, que diz para vivermos um dia de cada vez.


A PMO e problemas (que não vou citar aqui) que vieram por meio dela me fizeram ter aversão a muita coisa que gostava.

Tem um período da minha vida que eu simplesmente odeio, e olha que as coisas não estavam necessariamente ruins, de certo ponto vista. DE CER-TO PON-TO DE VIS-TA!

Esse período foi estragado. Para vocês terem ideia, eu não consigo nem ler direiro meus comentários do Google Play (até acho que eram bem inteligentes :joy:) e usar apps e jogos da época… me transporta e me faz mal. Tudo isso por causa de um escolha burra que fiz a muito tempo (relatado num texto desse tópico), mas sou homem de encarar meus erros. A questão é que a unica forma deu me livrar de toda dor que sinto (acredito eu) é não sendo mais um viciado nessa merda! De qualquer forma, se ela (a dor) insistir (que no caso, não acredito que vá) depois de me livrar, dou outro jeito.

Ainda colho os frutos podres dessa época!

Resumindo… a PMO me afasta de tudo que gosto/gostava só por me lembrar dela nesses momentos e o que ela fez/faz comigo.

3 Likes

Opa! Chegou limonada? Me vê duas, por favor, que tá muito quente hoje! :cup_with_straw::lemon::cup_with_straw::lemon:


Verdade bro, tem muita coisa que a PMO estraga mesmo. É que o cérebro funciona por associação, todo momento ele relaciona uma coisa com outra. E esse hábito é normalmente associado com algo que a gente gosta.

No meu caso, foi o desenho.
Chegou a um ponto que eu simplesmente não podia fazer um simples traço no meu caderno à toa, em que eu simplesmente não podia deixar o lápis correr livre no papel, porque eu sabia em ia dar em me**a.

Quantas noites antes de dormir, eu senti frustração de querer desenhar, mas não saber o quê, e não poder fazer nem um traço, é só ficar olhando para a minha mão parada com o lápis em cima do papel congelada por vários minutos até eu cansar.

Eu sei que eu perdi a minha criatividade, eu não consigo mais ter ideias da mesma forma que antes, não consigo mais desenvolver histórias, personagens, paisagens, nada. E devo tudo isso à “maravilha” da PMO.

Mas aos poucos estou conseguindo fazer alguns desenhos simples de novo, com todo cuidado claro.

3 Likes

Bom, se eu entendi o jogo… Eu quero um suco de maracujá, prq tô sem sono.:tropical_drink:

Passei por uma situação muito ruim a alguns dias atrás. Eu estava acompanhado colegas e tentando ajudá-los a não cair. Eu me apeguei muito e de uma forma emocional (não sei prq cargas d’água eu estava muito emotivo). E eu tenho um probleminha quando fico abalado emocionalmente, pois minha imunidade cai a ponto de eu ficar doente muito rápido. Com a queda dos meus companheiros eu entrei em um espiral e comecei a entrar em depressão. Chorei muito, me senti culpado, impotente, me senti um merda por não conseguir ajudar. Mas depois me recuperei e hoje tento não me envolver demais.

4 Likes

Hoje é por minha conta!

Vou usar ouro e moedas de tudo quanto é país…

:moneybag: :yen: :dollar: :euro: :pound:

Obrigado!

:tropical_drink::tropical_drink::tropical_drink::tropical_drink::tropical_drink: :cake::cake::cake::cake::cake:

:chocolate_bar: Cortesia da casa? Valeu!

:joy::joy::joy::joy::joy::joy::joy:


@sadraw Você começou a ter um sentimento contrário ao desenho por associar isso ao PMO ou é só medo de desenhar algo que não deveria?

No meu caso, embora goste muito de algo, me afasto para que lembranças ruins não apareçam, pois são as primeiras coisas que vêm a mente. Tudo isso porque em algum momento eu relacionei o algo com a PMO, direta ou indiretamente.


@Kinhus Nessa espiral incluiu PMO?

Sabe, de coração mesmo, acho que uma das melhores formas de ajudar é se mantendo firme. Logo no início, no fórum (não faz muito tempo :grinning:), comecei acompanhar algumas pessoas. Estavamos indo bem, mas aos poucos uns foram caindo (incluido eu), porém depois, foram se apoiando e levantando. Eu também queria, mas estava sem forças (por assim dizer), porém vi (no app) que alguns conseguiram ficar 1 dia, outros 2, 3 e por aí foram… Então pensei: “tenho que continuar tentando”.

Todas as vezes que tentei parar sozinho, após a queda, demorava muito para tentar novamente. E agora isso tem sido diferente, ainda mais com as funções do app.

Não achava mesmo que seria bom participar disso, porém no desespero…

Essas coisas funcionam para mim… mas nós (seres humanos) somos parecidos e diferentes ao mesmo tempo, não é?

*Esqueci o ( S ) em irmãos… vou editar :sweat_smile:

2 Likes