Diário - Fim da PMO

diário

#1

Olá galera. Estou criando este diário para compartilhar um pouco das minhas experiências com o Reboot; acredito que isso aumentará a minha disciplina nessa jornada e também servirá de inspiração para outros colegas seguirem em frente.
Comecei a masturbação bem precocemente, lá pelos 6 de idade, mas isso não era um vício, mas uma coisa normal do desenvolvimento sexual (embora nem todas as crianças tenham praticado MO ), principalmente porque não era frequente. Mas acho que quando chegou a puberdade, lá pelos 12, aí sim posso dizer que isso se tornou um vício, pela frequência. Meu contato com a pornografia foi acidental da primeira vez, quando vi uma revista P, lá pelos 8 de idade escondida na gaveta da minha madrasta; mas isso não me despertou interesse, apenas curiosidade, até porque minha energia sexual era voltada pro próprio corpo, mas não acho que isso tenha sido totalmente indiferente, porque é forte, e marca de alguma forma (lembro até de uma fala da mulher da revista!). Além desse episódio, deve ter visto alguns trechos de vídeo P em VHS umas 4 vezes ao longo de toda infância depois dos 9 de idade: um dos meus irmãos era “mais pra frente” e tomava a iniciativa; colocava a fita e depois rebubinava. Bom; a partir dos 12 eu praticava MO com muita frequência, e lá pelos 14 anos, em 2007, tive acesso a mais revistas pornográficas, e alguns vídeos. Aos 15, já tive mais acesso pelo celular; um amigo tinha um PSP com imagem em alta definição; vários amigos da escola compartilhavam esses vídeos. Isso causava muita excitação, então eu tinha até vergonha de assistir junto dos outros. Curiosamente, um colega de sala disse que podia assistir de boa, que tava tão “acostumado” com P, que não se excitava com isso. Nem estranhei, já que ele tinha iniciado a vida sexual e eu achava que ficar duro com P era mais coisa de virjão.
Pausa: Estou saindo do trabalho, amanhã continuo. Até mais…


#2

Dando continuidade ao diário, dizia eu que tive mais contato com P lá pelos 14, no ensino médio; pois em 2008 ficaram mais acessíveis os celulares, mas internet ainda não; então era bem eventual, quando via aquilo no celular dos meus amigos. Aquilo bulgava minha mente kkkk Sim; eu era virjão e passava mil coisas na minha cabeça (quando eu errar a concordância; é silepse de número). Pensem bem; um cara virjão; com muita energia sexual, muita curiosidade… Puts… era coisa de outro mundo; não vou falar de coisas específicas q me lembro, pra não gerar gatilho; mas era tudo muito espetacular ver aquilo e imaginar se conseguiria repetir a performance… Pois é aí aos 16 roubei uma revista do meu pai; aos 17 já tinha uns 3 dvds piratas P. Aos 18 mais dvds. Mas foi aos quase 19 que passou a ser frequente: Internet banda larga e livre na faculdade!


#3

Com acesso à internet era mil vídeos, mil gêneros, mil coisas, mil gifs; baixava no celular, e chegava em casa praticava PMO, com conteúdos cada vez mais hardcore… Depois da internet banda larga foram uns 2 meses para o primeiro indício de DE, muito sutil: levei uma colega de faculdade para a república para ficar, ela não era bonita; mas não foi esse o motivo; no meio do percurso deu de abaixar a excitação, e eu ainda tava de camisinha (mas tbm não foi esse o motivo); pra compensar aumentei a velocidade. Pretendia ir uma segunda vez; mas logo que eu tive O, caiu totalmente a vontade, e olha que ela tinha dito antes de liberar algo que eu ainda não tinha experimentado; mas enfim; foi o primeiro sinal de DE, muito sutil. No ano seguinte; aos 20, e com uma namorada; outro sinal de DE; eu não tinnha conseguido me excitar direto; demorou um tempinho pra conseguir; depois não aconteceu mais; pq ficava bem à vontade com a namorada e relaxava. No outro ano; solteiro e aos 23, fui ficar com uma menina supergostosinha; a mais gostosa que já tinha ficado: falhei quando fui por a camisinha; disse q eu estava nervoso; ela se propôs a fazer oral pra resolver a parada e mesmo assim nada; depois de uns 2 minutos consegui, mas foi sem camisinha; era a única forma de dar certo; fiquei bem preocupado com essa relação desprotegida. E assim passou o tempo; com altos e baixos. Não foi nada linear…


#4

Nesse tempo todo deu muita ansiedade e medo; porque eu achava que eu é que era naturalmente um brocha; sem vontade de fazer sexo. A M era sempre forçada; nem a P não causava ereção sem estímulo físico.
Foi só em 2015, que pesquisei as consequências da P que descobri esse efeito colateral. Mas eu não aceitava: como assim… eu com tanta virilidade, ficar com DE só por ver alguns vídeos? Se esse era o motivo; então todos os meus amigos deveriam ter DE tbm; já que tbm praticavam PMO, e eu não queria ser menos homem. Até que… cheguei a esse ponto: experiências sexuais insatisfatórias; o P era tudo meio morno; nada me causava uma autêntica e espontânea excitação. É esquisito… achar aquilo tudo tão bonito; querer se excitar; mas estar anestesiado. Até que decidi aceitar a realidade; que sou falível; e que eu faço parte da maioria. E que preciso de mudança na minha vida. Agora aos 25…


#5

Os outros aspectos vou deixar o reboot dizer. Tenho a adolescência inteira sido um cara preguiçoso; sem ânimo pra nada; sempre querendo dormir até mais tarde; sempre procastinador. Mas isso não posso afirmar categoricamente que guarde relação com a PMO; apesar de eu desconfiar que tenha; pq um punheteiro que toca 2 ou 3 no dia só pode virar um frangalho de homem mesmo…


#6

Tenta fazer um check up hormonal pra ver a quantas anda sua testosterona, tenho visto alguns casos de testosterona baixa em gente da nossa idade


#7

Eu acho q isso é induzido pela pornografia msm. No ebook fala disso.


#8

Boa ideia, Pedro. Bom, eu nunca suspeitei de desiquilíbrio hormonal; não acho que minha testosterona seja alta, mas tbm não acho que esteja abaixo do mínimo. Mas vou fazer por via das dúvidas. Estou a quase 6 meses sem P. Já consegui ficar 30 dias sem P e O; praticando M sem O; mas disseram que isso atrapalha muito o reboot e que faz mal à fisiologia do pênis; então agora estou no hard mode; sem PMO há 10 dias; meu maior streak. Tinha lido o manual com superficialidade antes; e não saquei que o ‘x’ da questão é a superestimulação. Acho que agora a tendência é ir melhorando gradualmente tudo; voltando a sensibilidade à estimulação e à sensibilidade do próprio pênis (Você já deve saber que M vigorosa tbm tira a sensibilidade do pênis)…


#9

Sem sombra de dúvidas. Isso já tá bem claro pra mim. DE causada por pornografia o ebook ensina que não resolve medicação; pois o problema não é no pênis. Tbm demonstra que mesmo a baixa testosterona não é motivo para DE; já que crianças, mesmo com pouquíssima testosterona; podem ter fortes ereções… Prestigiando a sugestão do colega, farei o exame; mas como algo independente do meu quardro; pq sei que mesmo que esteja baixa e eu a aumente; isso não vai fazer nenhum milagre em se tratando de DE causada por PMO.


#10

O que mais me assombra é o tempo de recuperação ser tão variável. Nós sabemos o que precisamos fazer, sabemos que temos que fazer pra sempre; mas não sabemos quando vem a cura, e isso causa uma certa ansiedade…


#11

Eu não vejo assim, sei q varia muito de pessoa para pessoa. Mas olha o tempo em q vc ficou consumindo pornografia e se masturbando q nem um louco. Paciência é a melhor palavra q define o Reboot. 90 dias é simbólico, vc pode estar curado ou numa situação bem melhor do que antes. Mas no ebook tem pessoa com 30 a 60 dias q já sentem muitos benefícios. Acho q o Reboot é para vida toda, opinião minha. Para mim chega de PMO e MO meu corpo não precisa mais disso. Agora é continuar nessa batalha árdua.


#12

Sim. Se for ver o tempo que ficamos expostos à PMO, a recuperação em geral é rápida… Esses 90 dias é bem simbólico; mas acho que o efeito mais visível é nesse período; depois disso acho que as mudanças devem ser mais sutis; e não repentinas…


#13

Dia 12. Hoje não foi um dia muito produtivo, mas vamos dar um desconto, que é domingo. Vontade de P: Não tive. Vontade de MO: também não, mas tive vontade de fazer sexo de verdade. Acho que esses dias 6 meses sem P enfraqueceu o vício, mas ainda persiste o vício em altas doses de dopamina da MO. Ontem tive uma provação: navegando na internet em site de notícia pelo celular, de repente me redirecionou a um site e apareceu logo de cara uma baita duma imagem pornográfica: fechei o navegador bem na hora. Fica a lição para não entrar em sites pouco confiáveis ou com muitas propagandas. Nos últimos três dias começou a voltar as ereções matinais e tive uma ou outra espontânea. Esse efeito rápido deve ser hormonal ou volta de um pouco da sensibilidade do pênis…


#14

Comecei novo também e tinha dias que eram tensos,no mínimo umas 3 por dia,sempre ficando mais hardcore os conteúdos.
Bem,a maioria das pessoas que estão no aplicativo seguem quase a mesma receita e analisando esses relatos é que vi que o reboot e seus benefícios variam de pessoa para pessoa, segue o mesmo esquema em relação às consequências da PMO.
Desses anos todos até agora só uns dias atrás percebi que posso estar no começo de um problema grave, problemas que pessoas com menos tempo de PMO atingem facilmente.

Sendo o benefício do reboot seja rápido ou devagar para mim tanto faz,acredito que o mesmo serve para vocês, me corrijam se eu estiver enganado, o que me importa mesmo é sair dessa de sempre ficar tendo recaídas e mais recaídas, bem era só isso mesmo xjsjjsj boa sorte companheiro, estarei acompanhando a sua jornada.


#15

Sim; a cura pode ser rápida ou demorar; mas o importante é estar livre desse vício…


#16

Dia 15. Um recado para os colegas que estão tendo problemas com recaídas: Não desanimem; eu estou comovidamente convencido de que a luta contra a PMO, mesmo com eventuais reacaídas, é muito melhor que se entregar ao vício. Estou a 6 meses sem pornografia, e posso dizer com tranquilidade que hoje minha luta é contra a masturbação. Estou tentando fechar o reboot de 90 dias; e tenho ctz que esse tempo todo longe da P ajudou muito. Eu falei bobagem quando disse que tinha sido desperdício esse tempo…


#17

Cada dia longe da P é uma vitória. Durante os 6 meses sem P; fiquei muito tentado; e qnd via que não tinha força; seguindo as recomendações do ebook; optava por praticar M sem P. Às vezes vinha uma ideia idiota que compensava ter feito o serviço completo; mas isso realmente é só uma ideia idiota…


#18

Bom; mas relatando algumas experiências; esses dias as ereções matinais e espontâneas tem aumentado. Especificamente, hj, não; mas é comum, altos e baixos. Há dois dias, parece que tive um salto hormonal; me excitava facilmente nesse dia; com qualquer pensamento bobo; como se tivesse um combustível no meu corpo que eu não tinha há muito tempo…


#19

Eu tive essa mesma impressão esses dias


#20

Quando as pessoas têm orgasmo; o corpo precisa de um tempo pra se recompor. É natural a queda da libido, pois não fomos feitos pra praticar sexo o tempo todo. Nosso organismo simplesmente precisa desse descanso que há muito; a gnt não tem dado a ele. Depois, tudo volta ao normal…